segunda-feira, 18 de Novembro de 2013 09:12h

Senado realiza sessão solene em homenagem à PM de Goiás

A Polícia Militar de Goiás foi homenageada em sessão especial do Senado, nesta segunda-feira (18), pelos seus 155 anos de criação. Organizada para atender à então província de Goyaz, com apenas um tenente, dois alferes, dois sargentos e 41 soldados, hoje

A Polícia Militar de Goiás foi homenageada em sessão especial do Senado, nesta segunda-feira (18), pelos seus 155 anos de criação. Organizada para atender à então província de Goyaz, com apenas um tenente, dois alferes, dois sargentos e 41 soldados, hoje a corporação criada em 28 de julho de 1858 tem um efetivo com aproximadamente 12 mil servidores. A sessão foi realizada a pedido do senador Wilder Morais (PTB-GO).
- A PM do estado garantiu e garante um ambiente de segurança, importante para Goiás ser o estado que proporcionalmente mais atraiu investimento privado no país, gerando emprego, renda e inclusão social – afirmou o senador.
Considerado “amigo da corporação”, o parlamentar foi agraciado, durante a sessão solene, com a Grã Cruz da Ordem do Mérito Tiradentes, a mais alta comenda da Polícia Militar do estado, em reconhecimento por suas ações em prol da instituição. A homenagem foi anunciada pelo chefe de Estado Maior da PM goiana, Victor Dragalze.
Wilder Morais informou durante a sessão que apresentará projeto de lei em benefício dos PMs, com o intuito de regulamentar a bonificação recebida por policiais que apreendem armas ilegais em operações.
- Meu mandato está comprometido com a agenda da Polícia Militar – declarou.
No início da sessão, o Hino Nacional foi executado pela banda da PM-GO.
Aproximação
O comandante-geral da PM-GO, Silvio Benedito Alves, em seu discurso, frisou o trabalho de aproximação da instituição com a população, tornando-a aliada. Destacou a aliança da PM com o policiamento comunitário e a consolidação de ações integradas com as Polícias Civil, Federal e Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros, o Ministério Público, com as guardas municipais, juizados da infância e juventude, líderes comunitários, empresários e representantes de outros segmentos da sociedade, sempre com o objetivo de somar forças no combate ao crime.
Alves ressaltou ainda a postura da PM durante as recentes manifestações populares, quando ela garantiu o exercício pleno da democracia e da liberdade de expressão e distribuiu rosas brancas aos cidadãos que foram às ruas, num convite à paz, tornando-se, segundo ele, exemplo para o Brasil e o mundo.
Ele acrescentou que, atuando nos 246 municípios goianos, a corporação recapturou 3.194 foragidos nos últimos  dez meses. No mesmo período, prendeu mais de 5.500 pessoas por tráfico de drogas, porte ilegal de armas, homicídios, roubos, furtos e outros crimes. Foram 35 mil operações, com 4.576 apreensões de drogas e de 2.177 armas de fogo ilegais. Também foram recuperados mais de 10 mil veículos roubados.
- Os números refletem o trabalho de policiais corajosos que deixam suas famílias sem saber se voltarão para sua casa no fim do dia – enfatizou.
Também participou da homenagem, representando o governador Marconi Perillo, o delegado Joaquim Cláudio Mesquita, secretário de Segurança de Goiás. Segundo afirmou, é emblemático que a homenagem tenha ocorrido um dia após a realização de evento de grande envergadura na cidade de Caldas Novas, o Caldas Country, quando a participação preponderante das forças militares garantiu que tudo ocorresse dentro das normas de segurança, conforme planejamento do Comando da PM, salientou.
Na edição de 2012, pelo menos 16 mil carros invadiram as ruas da cidade, que tem 70 mil habitantes, deixando o trânsito caótico. Os visitantes descumpriram regras de civilidade e imagens de pessoas fazendo sexo em via pública e até de gente dançando no telhado de uma base da PM foram compartilhadas nas redes sociais, causando choque e indignação. Também foram registrados dois assassinatos, um acidente de carro que resultou na morte de uma jovem, além do incêndio de um carro durante o evento.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.