quinta-feira, 25 de Outubro de 2012 07:35h Gazeta do Oeste

Senadores e deputados devem "gastar" mais de R$ 22 bilhões no ano que vem

Senadores e deputados devem interferir em mais de 10% do total de gastos do orçamento daUnião para o ano que vem. Na soma de R$ 2,1 trilhões prevista na proposta de Orçamento da União para 2013, os parlamentares devem apresentar emendas ao orçamento que podem implicar em gastos de R$ 22 bilhões, que representam pouco mais de 11% do orçamento.

No entanto, esse percentual poderá subir, caso a reeestimativa das receitas previstas pelo Executivo se confirme, já que  há a expectativa de um aumento no montante a ser arrecadado no ano que vem.

A maior parte do Orçamento é formada por despesas obrigatórias, ou seja, que não podem ser mexidas, como pagamento de pessoal, Previdência Social e refinanciamento da dívida pública. Nesses assuntos, o Congresso intervém ao longo dos anos ao aprovar reajustes salariais; ou ao mudar regras de benefícios, por exemplo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.