sexta-feira, 31 de Agosto de 2012 09:44h Gazeta do Oeste

Sete candidatos a prefeito disputam votos em Porto Alegre

Sete candidatos disputam a prefeitura de Porto Alegre nas eleições deste ano. Com pouco mais de 1 milhão de eleitores, a cidade tem como candidatos Adão Villa, do PT; Érico Corrêa, do PSTU; Jocelim Azambuja, do PSL; Manuela D’Ávila, do PCdoB; Roberto Robaina, do PSOL; Wambert di Lorenzo, do PSDB; e José Fortunati, do PDT, que tenta a reeleição.

 

 

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 575 candidatos a vereador estão aptos a disputar as 36 cadeiras da Câmara Municipal da capital gaúcha.

 

Com 1,4 milhão de habitantes, de acordo com o Censo Demográfico 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Porto Alegre tem área de 496,7 quilômetros quadrados.

 

 

A taxa de analfabetismo na população maior de 15 anos caiu de 3,5% para 2,3% entre os anos de 2000 e 2010. No mesmo período, o percentual de domicílios com condições adequadas de saneamento cresceu de 91,6% para 93,9%.

 

 

Conforme dados do IBGE, em 2010, Porto Alegre tinha renda média per capita de R$ 1,4 mil por mês, mas cerca de 15,7% da população viviamna época com renda per capita mensal inferior a R$ 255.

 

 

Aproximadamente 192,8 mil porto-alegrenses vivem em aglomerados subnormais (termo usado pelo IBGE para designar assentamentos irregulares, como favelas). A mortalidade infantil é de 10,5 a cada mil nascidos vivos.

 

A cidade tem uma frota de 701,3 mil veículos, segundo dados de 2010 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O Produto Interno Bruto (PIB) do município ficou em R$ 37,8 bilhões em 2009, com uma maior participação da área de serviços, seguida pela indústria.

 

 

O orçamento da Prefeitura de Porto Alegre prevê para este ano receita total de R$ 4,7 bilhões. Para a despesa da Câmara Municipal a lei orçamentária prevê R$ 86 milhões.

 

Além de Porto Alegre, mais três cidades do Rio Grande do Sul podem ter segundo turno nas eleições deste ano: Caxias do Sul, Pelotas e Canoas. A segunda votação é realizada nas cidades com mais de 200 mil eleitores sempre que nenhum candidato obtém metade mais um dos votos. Em todo o país, o segundo turno pode ocorrer em 83 municípios. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.