terça-feira, 19 de Fevereiro de 2013 05:07h Carla Mariela

Sintram realiza Assembleia Geral referente Campanha Salarial de 2013

Após mais de cinquenta dias de espera, para o Sintram, a resposta do Executivo ainda não é concreta

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais do Centro Oeste de Minas (Sintram), por meio da convocação feita pela direção do Órgão realizaram ontem, uma Assembleia Geral, para colocarem em pauta a resposta do prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) relacionada com a campanha salarial de 2013. O encontro foi realizado porque o Sintram encaminhou ao Poder Executivo no ano passado dois ofícios referentes contendo algumas reivindicações, dentre elas o reajuste salarial de 11% a vigorar a partir do dia 1º de Janeiro de 2013. O prefeito enviou uma resposta do ofício, que conforme o diretor do Sintram, João Madeira, chegou ao Sintram somente na última sexta-feira, às 17hs30min.
De acordo com João Madeira, foi encaminhado o ofício no ano passado dando um prazo suficiente para que pudesse ter a resposta. A resposta apresentada pelo prefeito foi a seguinte. “Os Municípios brasileiros vivem uma fase de grandes reduções nos repasses financeiros provenientes do Estado da União, Divinópolis e outras cidades foram de fato impactadas por todo este cenário. A condição financeira já precária exposta no exercício de 2012 levou diversos Municípios a atrasarem o pagamento dos fornecedores, obrigações patronais, folha de pagamento entre outras. Tal situação pode ser observada no Brasil, onde mais de 93% dos Municípios não pagaram o décimo terceiro salário em dia, sendo em Minas mais de 96%”, dizia a resposta mandada pelo prefeito.
A resposta enviada por Vladimir Azevedo, ainda ressaltou que Divinópolis contou com uma frustração de receita na arrecadação de recursos provenientes do FPM. Diante essas dificuldades, segundo ofício encaminhado pelo prefeito, o Governo Municipal primou pelo esforço do cumprimento do décimo terceiro salário, folha de pagamento e seus respectivos reajustes em dia honrando um compromisso assumido pela administração. O ofício fala também sobre a equipe mínima de sustentação da gestão.
Após ler a resposta para os servidores presentes na Assembleia, Madeira, disse que foram mais de 50 dias esperando por respostas e que a mensagem encaminhada pelo Poder Executivo estava mais para um comunicado do que uma resposta, nesse sentido, ele abriu um espaço para os servidores que quisessem se manifestar. A servidora Sirlene Roncalli, afirmou que a resposta não era surpresa para ela, e que é um desânimo o início do ofício falar da crise financeira do FPM. Sirlene não acredita que esta crise exista e relatou que a todo o momento se fala de outras cidades e não de Divinópolis.
Já a servidora Adriana Eva, durante pronunciamento disse que acha que estão todos indignados com vontade de falar. “Como que nós que levamos o serviço público às pessoas, que fazemos acontecer as políticas públicas, sermos tão desvalorizados. Como que nós que somos chefes de famílias e que temos filhos, não temos valorização. Se você não valoriza os seus profissionais quem que você vai valorizar”, afirmou.
Durante os pronunciamentos, a servidora Sueli Lemos, fez a seguinte pergunta: porque que houve aumento no salário do prefeito e para os vereadores se a resposta dada por Vladimir Azevedo é de que a prefeitura está em crise. Este foi o questionamento feito por Sueli Lemos.
O vereador José Wilson, conhecido como Piriquito Beleza (PSD), ressaltou que como funcionário público defende a categoria dos funcionários, mas também tem que ver o lado da administração. Segundo Piriquito Beleza ele é a favor da negociação, nunca foi a favor de movimentos e que seu gabinete está aberto para achar uma solução. Ele estará à disposição.
Várias reivindicações foram feitas por servidores que expressaram a sua insatisfação durante a Assembleia Geral. No final do encontro foi realizada uma votação sobre uma data para que o prefeito dê ao Sintram uma posição efetiva para as suas reivindicações considerando que sua resposta não foi concreta. Após votação ficou decidido que a próxima Assembleia será feita no dia 04 de março e provavelmente será na Câmara Municipal.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.