quinta-feira, 6 de Setembro de 2012 14:09h Carla Mariela

Sintram se pronuncia sobre projeto a ser enviado a Câmara de Divinópolis

No dia 03 de julho de 2012, o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis (Sintram), João Madeira, usou a Tribuna Livre na Câmara Municipal de Divinópolis, durante reunião Ordinária, com o intuito de apresentar aos parlamentares que estavam presentes, as reivindicações em relação à valorização dos servidores públicos municipais. Na oportunidade, ele apresentou o projeto que o sindicato está propondo para a Casa Legislativa, mas que para ser encaminhado para a apreciação dos vereadores, precisa de 7.000 assinaturas. Após dois meses do uso da tribuna, João Madeira, em entrevista a Gazeta do Oeste, comentou sobre o andamento das assinaturas.

 


A proposta apresentada para os parlamentares pelo sindicato está relacionada com o PIP (Projeto de Iniciativa Popular). Esse projeto propõe que 75% dos cargos comissionados sejam ocupados por servidores municipais de carreira. Dessa forma, o Sintram através de um grupo, está colhendo as assinaturas da população divinopolitana, para que essa proposta seja apreciada pelos vereadores que compõem as 13 cadeiras da Câmara. O objetivo principal dessa ação, segundo as informações do Sintram, é valorizar a categoria dos servidores municipais.
Madeira falou sobre as suas expectativas sobre as 7.000 assinaturas “Esse trabalho está acontecendo de uma forma bastante coletiva, com uma participação da sociedade, porque é um projeto de iniciativa popular, então nós temos que ter um número X, em torno de 7.000 a 8.000 assinaturas para darmos a entrada na Câmara Municipal, para que possa ser discutido e trabalhado esse projeto de iniciativa popular onde o Sintram está reivindicando que 75% dos cargos de livre nomeação e exoneração seja ocupado por servidores de carreira, o que faz a economia para o Município e trabalha a autoestima do nosso servidor porque Divinópolis é privilegiada, uma vez que tem um quadro de servidor de alto nível, de alta capacidade. Então nós podemos ficar tranquilos que é bom para o governo, economiza o cofre público e é bom para a sociedade”, ressaltou.

 


Ainda de acordo com João Madeira, além dos parceiros, eles têm uma equipe contratada pelo Sintram que está circulando em todos os setores da prefeitura, e também em escola, na área da saúde, todos os setores. “A equipe está visitando colhendo assinaturas e pedindo aos companheiros servidores que levem para a casa, colham a assinatura com os vizinhos para ver se nesse mês de setembro conseguimos fechar esse número de assinaturas”, disse João Madeira.

 


O diretor do Sintram ainda acrescentou que a equipe está realizando um trabalho amplo e citou a escola como um setor que pode colaborar com a sua solicitação feita na tribuna. “Até mesmo nas escolas, está discutindo democracias, cidadania, participação. Os professores, eles podem estar trabalhando com os meninos, inclusive os alunos podem estar convidando os pais para irem até a escola ou mesmo levando o material para casa para ser trabalhado com a comunidade para que a população perceba que a sociedade só vai mudar quando ela tomar consciência que ela é o agente que movimenta a sociedade, é o agente que transforma”, declarou.

 


Nesse sentido, João Madeira, está confiante de conseguir as assinaturas, para isso, sua equipe está trabalhando e ele finalizou a entrevista dizendo que é preciso que a sociedade se conscientize sobre a importância do projeto ser incluído na Casa Legislativa de Divinópolis.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.