quinta-feira, 1 de Setembro de 2011 09:38h Atualizado em 1 de Setembro de 2011 às 09:41h. Flávia Brandão

Sucessão na Câmara já começa a ser articulada

Anderson Saleme (PR) se lançou oficialmente como candidato à presidência e mais dois parlamentares confirmaram pretensão ao cargo

Apesar de estar prevista para acontecer em dezembro, já tiveram início na Câmara Municipal de Divinópolis as articulações para a sucessão à presidência do Legislativo Municipal, que hoje é ocupada pelo vereador Pastor Paulo César (PRB). Na última terça-feira (30), o vereador Anderson Saleme (PR) iniciou o processo ao trazer à tona durante seu pronunciamento, oficialmente, sua candidatura a presidência pelo PR. Em entrevista a Gazeta do Oeste, o parlamentar avaliou que “não adiantou o processo”, já que o mesmo já está acontecendo nos “bastidores da Casa”. Anderson não quis revelar os “candidatos dos bastidores”, mas disse que outros três parlamentares deverão concorrer à sucessão da presidência do Legislativo, além dele.


Sobre esses possíveis nomes, que já estão se articulando nos bastidores, a Gazeta do Oeste apurou e levantou três parlamentares, que estão cotados ao cargo, sendo eles: Milton Donizeti (PRTB), Adair Otaviano (PMDB) e Beto Machado (PSDB). Questionado pela reportagem a respeito  da questão, o vereador Adair Otaviano realmente confirmou a “pretensão de se candidatar a presidente”, mas ressaltou que só se lançará oficialmente ser tiver a certeza do apoio de sete parlamentares.

 

O vereador Beto Machado também confirmou a pretensão à presidência e se classificou como “um candidato natural”, visto que concorreu no ano anterior. Beto, assim como Adair salientou que buscará ser um “candidato de consenso” articulando o apoio dos demais parlamentares, já que em sua opinião uma “disputa” para o cargo dentro da Câmara pode trazer “rancores” e muitos “resquícios prejudiciais” aos parlamentares. O vereador Milton Donizeti também foi procurado pela reportagem, mas estava em viagem e não pode se posicionar a respeito da especulação sobre o seu nome.

 

Eleição


O vereador Anderson Saleme disse que o PR decidiu pelo seu nome para ser lançado como “cabeça de chapa”. Questionado se o colega de partido, Geraldinho da Saúde, iria ocupar algum cargo na Mesa Diretora no próximo ano, Anderson disse que não. “Não teríamos dois cargos na mesa, teríamos apenas o cargo de presidente (...). O Geraldinho já mostrou que prefere que seja eu, em razão de outras projetos políticos dele”, disse.
Questionado a respeito de outros nomes para comporem a chapa como vice-presidente, 1º e 2º secretários, Anderson disse que está buscando apoio de parlamentares, mas preferiu não revelar nomes por enquanto, até mesmo porque essa decisão da composição será verificada junto aos partidos.

 

Antecipação

 

O parlamentar avaliou que não está antecipando o processo, e que as conversas já estão acontecendo de maneira informal, mas ao mesmo tempo disse que sim, que pretende que o processo não seja tumultuado como aconteceu na última eleição da Mesa Diretora. “Na verdade não queremos antecipar a sucessão da Câmara da Mesa Diretora, queremos na verdade iniciar um processo mais tranquilo, que foi no ano passado. Discordo de quem acha que está antecipado. Como disse existem outros pretendentes já trabalhando nos bastidores e isso é muito bom. Em breve os nomes serão conhecidos e como o colégio eleitoral é restrito, ou seja 13 vereadores que irão votar,  é importante que seja tratado com antecedência para não haver uma tensão, uma pressão muito grande na reta final como já aconteceu em outros anos”, avaliou.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.