quarta-feira, 3 de Abril de 2013 05:57h Carla Mariela

Técnicos da ARSAE visitam Divinópolis após notificação de prefeito

O objetivo é fiscalizar as medidas tomadas pela Copasa e avaliar as reclamações

O prefeito de Divinópolis Vladimir Azevedo (PSDB) esteve no dia 19 de Março em Belo Horizonte, para notificar a ARSAE (Agência Reguladora do Serviço de Água e Esgoto), em relação ao problema no abastecimento de água em bairros e regiões do município. De acordo com Vladimir Azevedo, até que as obras fiquem prontas até o meio do ano que vem, ele não poderá ficar assistindo a vários bairros e várias regiões da cidade ficarem sem água. Após esta notificação para a ARSAE, o prefeito também apresentou a notificação para o Ministério Público, para os promotores Dr. Ubiratan, Dr. Gilberto Osório e Dr. Sérgio Gildin. Após a notificação, técnicos da ARSAE vieram a Divinópolis para fiscalizar e avaliar o caso.
O prefeito divinopolitano na ocasião em que esteve na capital mineira deixou claro que às vezes os bairros ficam até dias sem abastecimento, por este motivo, ele foi até a ARSAE apresentar a notificação para que a agência reguladora pudesse empenhar dentro do seu papel de agência reguladora,  fiscalizar o serviço de abastecimento de água e esgoto junto a Copasa em Divinópolis, com o intuito de que a concessionária tenha sempre um plano de emergência, bem elaborado, equacionado e estruturado.
Azevedo ainda destacou a sua expectativa de receber a fiscalização da ARSAE após a Semana Santa para que com ela venha também este plano de emergência. O diretor da ARSAE, Hubert Brant, em entrevista, ressaltou que recebeu com muito prazer o prefeito Vladimir Azevedo. A agência então programou para dia 2 de Abril uma fiscalização em Divinópolis para apurar todos os fatos. Ontem, três técnicos da ARSAE foram recebidos no gabinete do prefeito, eles permanecerão na cidade durante toda a semana para realizar as visitas técnicas ao local.
De acordo com a assessoria de comunicação social da ARSAE e Rodrigo Bicalho Polizzi, Coordenador Técnico de Regulação Operacional e Fiscalização de Serviços da ARSAE-MG, a agência está no processo de visita a cidade para poder conhecer melhor os problemas e as áreas afetadas. Assim que terminar este processo, a ARSAE-MG tomará as medidas necessárias para a resolução do problema.  Para reclamações, o usuário dos serviços de água e esgoto deve seguir os seguintes passos: Depois de buscar o atendimento do telefone 115; da Agência local da Copasa mais próximo da residência (o endereço encontra-se na conta de água) ou do Fale Conosco no site da empresa (www.copasa.com.br) e, ainda assim, não tiver obtido a resposta solicitada, ele deve entrar em contato com a Ouvidoria da Concessionária (COPASA) que é o órgão que tem por objetivo atuar como canal de comunicação direta da sociedade com a empresa, para recebimento de situações que não foram atendidas satisfatoriamente pelos canais convencionais. 
Ao ser atendido pela COPASA-MG, o usuário deve sempre solicitar um protocolo de atendimento. Para falar com a Ouvidoria da COPASA-MG os canais de atendimento disponíveis são: Carta: Ouvidoria COPASA MG Rua Mar de Espanha, nº 525 - Bairro Santo Antônio – Belo Horizonte - Minas Gerais - CEP 30330-270;Fax: (31) 3250-1476;Telefone: (31) 3348-9696, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, exceto feriados.Internet: Acesse por meio do endereço abaixo:http://www2.copasa.com.br/servicos/ouvidoria/index.asp. Não ocorrendo o atendimento da solicitação feita à Ouvidoria da COPASA no prazo informado por eles, aí então, deve-se entrar imediatamente em contato com a Ouvidoria da ARSAE-MG, pelo e-mail: ouvidoria@arsae.mg.gov.br, uma vez que somente depois do usuário ter feito os contatos com todos os canais da COPASA é que poderá solicitar a intervenção da Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais – ARSAE-MG.
O prefeito Vladimir Azevedo falou sobre a importância desses profissionais para Divinópolis para que eles possam conhecer de perto sobre a situação que foi apresentada para o diretor da ARSAE. O prefeito ainda agendou com o presidente da câmara um encontro entre os vereadores e os técnicos por achar que esta fiscalização tem que passar também pela Casa. Após o relatório final, será entregue o parecer para a Copasa, prefeito e Ministério Público.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.