quarta-feira, 10 de Setembro de 2014 04:46h Carina Lelles

“Ter dois ou três representantes Divinópolis comporta, porém não ter nenhum a gente perde muito”

Quem é Fabiano Tolentino?

Sou advogado, tenho pós-graduação em direito público e direito empresarial, sou produtor rural, há 32 anos trabalho com o homem do campo, sou apresentador do programa Campo e Negócio. Sou casado e tenho uma filha. Fui vereador, sendo o mais votado da história de Divinópolis. Também fui secretário de Esporte. Sou deputado estadual, vice-presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e sou membro da Comissão de Participação Pública. Estou no meu primeiro mandato e sempre buscando trazer recursos para a nossa região.

 

 

Quais são as suas propostas caso seja reeleito?
Vou dar continuidade no trabalho que foi prestado. Neste segundo mandato tentar alinhar mais as forças de Divinópolis, as entidades representativas para que possamos fazer mais para a economia da cidade que é um ponto importante. Os eleitores podem esperar também muita luta para trazer recursos, já conquistamos R$31 milhões em recursos no primeiro mandato e pretendo conquistar muito mais. Caso eleito passo a ter mais força perante o governo, mais estrutura governamental e assim ter mais condições de buscar recursos e trabalhar pela cidade.
Estamos passando por um momento de dificuldade no Hospital São João de Deus, existe uma intervenção administrativa. O governo do estado, dentro de suas possibilidades, ajudou e participei de todas as reuniões tentando solucionar os problemas no Hospital. O governo já colocou recursos como para a construção das UTIs, voltando os atendimentos de ortopedia e neurologia. Foram várias ações para tentar equilibrar as contas e até hoje a gente tenta solucionar.
O Hospital Público deve ser inaugurado ano que vem e é um avanço para a saúde da região e, por outro, lado traz uma preocupação quanto a sua manutenção. Temos que entender que ele é bem vindo e importante para a região porque ajudará a salvar vidas, mas existe despesa e vamos ajustar para que o governo do estado, federal e municipal alinhem uma forma de manutenção para que possa prestar um grande serviço para a região. Esse alinhamento é necessário para não trazer uma dificuldade financeira para o município.
A segurança pública é sem sombra de dúvidas um dos grandes problemas. Tivemos reunião com o secretário estadual, juntamente com deputados federais para trazer um maior contingente para a Polícia Militar que passa dificuldades com relação ao seu contingente. É um avanço a implantação do projeto Olho Vivo na cidade e é um ganho, um investimento do governo estadual.
Trouxemos viaturas para as Polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros e esperamos trazer muito mais e amparar os órgãos de segurança para que consigam prestar um serviço cada vez melhor. Buscamos trazer mais delegados e escrivãos para a Polícia Civil. As forças de segurança têm que ser reforçadas e cabe aos representantes públicos dar esta força.Na infraestrutura, Divinópolis passa ainda por problemas que vêm de outras administrações, loteamentos que foram abertos sem a infraestrutura adequada e cabe, primeiramente ao município buscar incentivos e nós buscarmos os recursos junto ao governo do estado.

 

 

Porque os eleitores devem votar no Fabiano Tolentino?
Nesse primeiro mandato fui relator do projeto Queijo Minas Artesanal e através deste projeto os produtores podem comercializar o queijo além das fronteiras de Minas Gerais. Há 30 anos tentavam fazer este projeto e eu tive o prazer de ser o relator deste projeto importante.
Fui autor do projeto de comercialização do leite de cabra. Fui um dos grandes debatedores da duplicação da MG-050 até Divinópolis, tendo em vista que o contrato inicial previa a duplicação somente até Itaúna. Então tivemos que recapitular este contrato e agora já votamos o empréstimo que o governo do estado irá fazer a nossa duplicação. Fizemos audiências públicas, brigamos para que Divinópolis tenha realmente uma rodovia duplicada porque pagamos um pedágio muito caro e precisamos utilizá-la com segurança e com mobilidade.
Eu fui o primeiro deputado do Brasil a abrir mão do 14º e 15º salário e com esta iniciativa o presidente da Assembleia Legislativa entendeu que era uma questão que deveria ser mudada e conseguimos aprovar um projeto de lei extinguindo estes salários extras e consequentemente em cascata caiu no Congresso e no Senado.
Sou o único deputado que não mora em Belo Horizonte que não recebe o auxílio moradia. Eu vou e volto todos os dias e entendo que não é necessário utilizar este benefício e com esta ação conseguimos cortar este auxílio para os deputados que moram em Belo Horizonte.
Fui uma das pessoas que mais defendeu o voto aberto da Assembleia Legislativa e conseguimos aprovar o projeto de lei que hoje estabelece que nenhum voto seja fechado, assim o eleitor vai saber em que o deputado votou em todas as ações e isso é muito importante para dar transparência no processo legislativo.
Fui uma das pessoas que lutou pela estadualização da Funedi/Uemg, tendo em vista que vários políticos lutaram, mas eu tive a oportunidade de estar no momento da votação da estadualização da instituição. Tivemos neste primeiro mandato uma proximidade com o governo, o que possibilitou tanto a chegada dos recursos através de emendas parlamentares, quanto também ajuda do governo em várias situações como educação, infraestrutura, segurança pública. Trabalho hoje em quase 80 cidades.
Divinópolis requer hoje uma reflexão grande do eleitorado. Hoje temos três representantes, dois na esfera federal e um na estadual. Já tivemos momentos em que não tínhamos representantes na esfera estadual e as dificuldades da chegada até o governo eram grandes. A população, por isso, tem que pensar bem, porque não há como a cidade não ter representantes na esfera estadual. Espero que os eleitores votem com a visão de cidade, de região para que possamos manter os representantes e seria muito bom se pudéssemos ter mais que um representante, mas não ter nenhum é que não podemos admitir.
Ter dois ou três representantes Divinópolis comporta, porém não ter nenhum a gente perde muito.

 

Crédito: Lorena Silva

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.