quarta-feira, 31 de Julho de 2013 05:42h Atualizado em 31 de Julho de 2013 às 06:10h. Carla Mariela

Texto para absorção das fundações associadas à UEMG é sancionado

O Governador do estado de Minas Gerais, Antônio Anastasia (PSDB), sancionou a lei nº 20.807, sobre a absorção das fundações educacionais de ensino superior, associadas à Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg). Uma das fundações beneficiadas foi a Fu

O Governador do estado de Minas Gerais, Antônio Anastasia (PSDB), sancionou a lei nº 20.807, sobre a absorção das fundações educacionais de ensino superior, associadas à Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg). Uma das fundações beneficiadas foi a Fundação Educação de Divinópolis (Funedi). Esta lei foi publicada no Diário Oficial de Minas, no sábado, 27 de julho. A legislação mostra que poderá ter a oferta de 112 cursos pela Uemg, que passará a atender 15 mil alunos.
O deputado federal Jaime Martins que acompanhou todo o processo de estadualização da Funedi disse que esta é uma conquista histórica para Divinópolis. Conforme Martins, a luta pela estadualização da Funedi se arrasta há vários anos, sendo defendido inclusive em plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais pelo seu saudoso pai, enquanto deputado estadual. “Pude acompanhar essa discussão e erguer a bandeira da estadualização em constantes conversas e demandas ao Governador Anastasia e ao Secretário Nárcio Rodrigues. Com a lei sancionada, temos agora a incorporação e o consequente benefício para milhares de alunos de cidades como Cláudio, Nova Serrana, Arcos, Formiga, Santo Antônio do Monte, Bom Despacho e região. Divinópolis conquista um importante canal de desenvolvimento de ensino superior gratuito e é preciso considerar esse momento”, ressaltou.
Ainda não é possível afirmar quais instituições completarão o processo primeiro, já que a lista de prioridades depende da análise das informações que serão enviadas por cada fundação em, no máximo, dois meses. As fundações com situação financeira menos favorável e menor quantidade de alunos deverão ser priorizadas.


O que acontece com empregados das Fundações de Ensino

Empregados das fundações permanecerão nos cargos de forma provisória até a realização de concursos, todos com remuneração similar à praticada na Uemg.

Concursos


A experiência de trabalho pode ser pontuada, mas a pontuação não pode se limitar à experiência nessas fundações. Não terão pontuação diferenciada os ex-empregados, já que a Constituição da República proíbe essa vantagem.


Alunos
A mensalidade das fundações deverá ser paga normalmente até o decreto de absorção, que transferirá os alunos regularmente matriculados à Uemg. Somente a partir do decreto de absorção o ensino será gratuito.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.