quinta-feira, 14 de Junho de 2012 13:16h Carla Mariela

Tribuna solicita mais atenção ao Pronto Socorro

Aproveitando que os alunos da Escola Estadual Joaquim Nabuco, estavam presentes no plenário, Eliana direcionou o seu pronunciamento a eles dizendo que são o futuro do Brasil

A Reunião Ordinária na Câmara Municipal de Divinópolis, que ocorre às 14hs, pautou a reivindicação da tribuna Eliana Barros, em relação à falta de atenção das autoridades com o Pronto Socorro de Divinópolis. Em pronunciamento no plenário legislativo, ela afirmou que se qualquer pessoa comparecer ao Pronto Socorro vai deparar com o mau atendimento e com pessoas morrendo pelo fato de não ter vaga.

 

“Quantas mães chegam ao Pronto Socorro com o seu filho com febre alta e não tem médico para fazer o atendimento. Teve um rapaz que ficou um mês com a cabeça machucada no Pronto Socorro e somente depois da mãe insistir por muito tempo para que ele fosse transferido para o São João de Deus, é que ele foi levado para o Hospital”, disse.

 

Durante o discurso ela ainda relatou que é fundamental que os médicos estejam presentes no Pronto Socorro, e que as macas estejam sempre limpas, que é necessário também que coloquem lençóis nas camas, pois conforme Dona Eliana, as camas não possuem lençóis. Outro fator que Eliana chamou atenção foi pela falta de remédios no Pronto Socorro. Segundo ela, os medicamentos estão escassos.

 

Aproveitando que os alunos da Escola Estadual Joaquim Nabuco, estavam presentes no plenário, Eliana direcionou o seu pronunciamento a eles dizendo que são o futuro do Brasil e que os estudantes deveriam comparecer mais vezes na Casa Legislativa para assistir as Reuniões Ordinárias. “Esses jovens que estão aqui servirão como base, porque daqui a pouco não estarei aqui mais em vida e eles que estarão vivenciando a política de Divinópolis e do país. Nós queremos vereadores que representam o povo e que dê atenção para a saúde. Nós precisamos de saúde e alimento, o resto nós corremos atrás”, declarou.

 

O Líder Comunitário, Geraldo Coutinho, que observava o discurso da Dona Eliana, reafirmou em entrevista que ela está correta quando reivindica soluções para a saúde. Para ele, essa área está um caos. “É preciso que não só a Eliana reivindique soluções para a saúde, é fundamental que os divinopolitanos também se unam em prol de um único objetivo, lutar para melhorar esse setor. Nós temos que levantar a bandeira junto com ela e apoiar essa reivindicação para as devidas melhorias nesse setor. A prioridade deveria ser para a saúde, pois a partir daí, as outras questões poderiam ser selecionadas”, argumentou.

 

O parlamentar Geraldinho da Saúde (PR), esclareceu que a atenção à saúde não tem faltado. “Nós nos preocupamos muito com essa área. A gestão não compete ao vereador, compete ao Executivo. A carência de médicos não é só de Divinópolis, infelizmente é do país. Enquanto nós não conseguirmos trazer o Executivo à essa casa, valorizando de fato principalmente os serviços de urgência e emergência, a situação não vai se resolver.

 

Divinópolis recebe não é só pacientes de Divinópolis, recebe toda região. Não vamos fechar as portas, o que deve ser feito é mudar a gestão das Organizações Sociais, OS, porque isso ajuda na contratação de profissionais com salários melhores. A questão é salarial, se nós tivéssemos um salário competitivo, nós teríamos mais médicos. Nós não temos é o olhar do Governo do Estado para essa cidade. A verdade é que falta compromisso do Governo estadual para nos socorrer. Dona Eliana faz um desabafo, mas o desabafo é de todos, pois o país está um caos, o país pede socorro”, finaliza.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.