quarta-feira, 22 de Agosto de 2012 14:38h Carla Mariela

Tribunal Regional Eleitoral tem até amanhã para julgar recursos de registros de candidaturas

O Calendário Eleitoral, meio utilizado para apontar os prazos estabelecidos para a eleição 2012, determina que amanhã é o último dia para que o TRE julgue todos os recursos sobre registros de candidaturas, que foram solicitados para a Justiça Eleitoral.
De acordo com o Tribunal, para julgar os mais de 2 mil recursos que foram encaminhados, foi necessário uma Corte Eleitoral Mineira, para fazer a análise de toda a documentação. Essa corte se reuniu nos dias úteis, para julgar as solicitações que foram apresentadas. O encontro da última terça-feira, dia 14, para as devidas análises, durou aproximadamente cinco horas, quando foram julgados 170 recursos.

 


Dos mais de 2.040 recursos que chegaram para o TRE/MG, cerca de 600, já tinham sido julgados na manhã da última quinta-feira. O motivo da maioria dos recursos julgados foi: filiação partidária dos candidatos, rejeição de contas públicas daqueles que já foram agentes públicos e analfabetismo.

 


Em Divinópolis, conforme, a divulgação feita pelo Tribunal Eleitoral, foram 15 candidatos da chapa proporcional, que tiveram a candidatura impugnada, alguns devido à renúncia e outros devido ao indeferimento. Todos eles tiveram o direito de contestar a impugnação no prazo de 07 dias, ou seja, entrarem com recursos.

 


Os cinco candidatos pela chapa majoritária, que estão concorrendo em outubro, estão aptos para seguirem na campanha política, segundo os dados estão todos deferidos. Os dados do deferimento foram apontados pelo DivulgaCand, sistema que divulga o registro dos candidatos de todos os Municípios do Brasil.

 


Por fim, os candidatos e partidos políticos que entraram com recursos relacionados com o registro de candidatura, devem ficar atentos aos resultados finais que será disponibilizado pela Justiça Eleitoral amanhã.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.