terça-feira, 1 de Outubro de 2013 08:40h Atualizado em 1 de Outubro de 2013 às 10:03h. Carla Mariela

Tribunal Superior Eleitoral aprova novo partido que será criado este mês em Divinópolis

O Partido Republicano da Ordem Social (PROS), conforme especulações; será criado em Divinópolis com o apoio de três vereadores: Careca da Água Mineral (PP), Marquinho Clementino (PSL) e Edimar Félix (PHS). Careca da Água Mineral confirmou que recebeu o co

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprova a criação de um novo partido que vai fazer parte das eleições de 2014. O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) será criado em Divinópolis este mês e conforme especulações terá o apoio de três vereadores da câmara municipal: Careca da Água Mineral (PP), Marquinho Clementino (PSL) e Edimar Félix (PHS).
O objetivo principal deste partido na cidade é buscar a ampliação de suas bases no Estado de Minas Gerais. De acordo com informações, o vereador Edimar Félix reunirá com o deputado federal Ademir Camilo (PSD), no qual é o responsável pela articulação do PROS no estado e provavelmente comandará o partido em Divinópolis. Mas, em contato com o parlamentar Félix, ele achou melhor falar sobre esta mudança hoje durante a reunião ordinária na casa legislativa.
A reportagem entrou em contato também com o vice-presidente da câmara, Marquinho Clementino, para mais detalhes de sua transferência do PSL para o PROS, mas a assessora dele Lucimeire Cleuza de Brito, afirmou que ele se encontrava em reunião, mas que hoje também durante encontro legislativo ele falará sobre o assunto.
Já o vereador Careca da Água Mineral, destacou que recebeu sim o convite dos vereadores Marquinho Clementino e Edimar Félix para fazer a maior bancada da câmara ao fazer parte do PROS, porém ele ainda está estudando a proposta.
Os partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral são: partido do movimento democrático brasileiro (PMDB), partido trabalhista brasileiro (PTB), partido democrático trabalhista (PDT), partido dos trabalhadores (PT), democratas (DEM), partido comunista do Brasil (PcdoB), partido socialista brasileiro (PSB), partido da social democracia brasileiro (PSDB), partido trabalhista cristão (PTC), partido social cristão (PSC), partido da mobilização nacional (PMN), partido republicano progressista (PRP), partido popular socialista (PPS), partido verde (PV), partido trabalhista do Brasil (PTdoB), partido progressista (PP), partido socialista dos trabalhadores unificados (PSTU), partido comunista brasileiro (PCB), partido renovador trabalhista brasileiro (PRTB), partido humanista da solidariedade (PHS), partido social democrata cristão (PSDC), partido da causa operária (PCO), partido trabalhista nacional (PTN), partido social liberal (PSL), partido republicano brasileiro (PRB), partido socialismo e liberdade (PSOL), partido da república (PR), partido social democrático (PSD), partido pátria livre (PPL), partido ecológico nacional (PEN), partido republicano da ordem social (PROS), solidariedade (SDD).
Ao todo são 32 partidos, sendo que o PROS está no 31º lugar. Este partido tem como presidente nacional o Eurípedes G. de Macedo Júnior, e o número do partido é o 90. Como principal bandeira o PROS terá a redução de impostos e já conta com a intenção de 20 deputados federais em filiação.

Outras especulações:
O deputado Fabiano Tolentino em entrevista recente a Gazeta afirmou que havia recebido o convite de dois partidos para fazer parte: o PDT e o PMN. Segundo fonte próxima do parlamentar, ele já teria escolhido o PMN que daria para ele a possibilidade de se eleger com 40 mil votos, uma vez que se ele permanecesse no PSD teria que se eleger com 60 mil votos.
O ex-prefeito de Divinópolis, Aristides Salgado, confirmou sua filiação ao partido PSOL.
Enquanto isso, segundo o assessor do deputado federal, Jaime Martins (PR), o deputado ainda não saiu do partido que faz parte, porém, recebeu convites de vários partidos, dentre eles, PMDB, PP, PSD, SDD. “O deputado está avaliando as propostas dos partidos e terá uma posição concreta no dia 05 de outubro, prazo máximo para a decisão final”, disse o assessor.
De acordo com especulações, o deputado federal, Domingos Sávio continuará no PSDB e sairá como candidato à reeleição.
Sobre a possibilidade do parlamentar Adair Otaviano (PMDB) sair como candidato a deputado estadual pelo partido, ainda não tem nada definido segundo sua assessora, Petrúcia Carolina.
O ex vice-prefeito de Divinópolis, Francisco Martins, ainda não deu o seu parecer se será candidato. Tudo indica que ele vai para o PSL, assim como já declarou o vereador Rodrigo Kaboja (PSL).
Quanto ao ex-prefeito Demétrius Arantes existe a possibilidade de ele sair como candidato a deputado estadual.
Por fim, com a chegada de outubro, se aproxima o período para as filiações aos partidos, entretanto, até o próximo sábado haverá a concretização dos filiados e efetivação dos seus registros como candidatos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.