sexta-feira, 20 de Setembro de 2013 06:13h Carla Mariela

Universitários ganham oportunidade de ir à câmara dos deputados para conhecer funcionamento dos trabalhos

O objetivo do programa Estágio-Visita é possibilitar o acesso a conhecimentos relacionados ao funcionamento da câmara dos deputados e a forma de atuação de seus representantes incentivando a participação democrática aos universitários de todo o país. Mat

O estudante do curso de Turismo da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP-MG), Mateus Guimarães é divinopolitano. Ele foi um dos escolhidos para participar do Programa Estágio-Visita na câmara dos deputados, em Brasília. Mateus Guimarães participou do programa Estágio-Visita por meio da indicação do deputado federal Jaime Martins (PR/MG).

 

 

O objetivo do programa Estágio-Visita é possibilitar o acesso a conhecimentos relacionados ao funcionamento da câmara e a forma de atuação dos representantes incentivando a participação democrática aos universitários de todo o país.

 


Mateus Guimarães teve a oportunidade de acompanhar de perto o trabalho das comissões técnicas e comissões do plenário, e sobre o processo de elaboração de leis. O estudante conheceu também o Supremo Tribunal Federal (STF) e acompanhou os julgamentos do ‘mensalão’.

 


A câmara está oferecendo este programa desde o final de 2003. Este é administrado pela Segunda-Secretaria e pelo Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor). Os acompanhamentos dos trabalhos dos parlamentares ocorrem durante cinco dias.
Cada deputado pode indicar, por ano, até dois universitários para integrar o Programa, que será formado por turmas de, no máximo, 50 alunos. A previsão é atender novas turmas a cada 30 dias, com exceção dos meses de recesso parlamentar e início de sessão legislativa.

 


O indicado só poderá participar do Programa uma única vez. Caso não compareça às atividades, será considerado participante reprovado e não poderá ser indicado novamente. Havendo desistência, esta deverá ser comunicada até dois dias úteis antes do início do Programa. Nesse caso, o universitário poderá receber nova indicação do mesmo ou de outro parlamentar, respeitado o limite de duas indicações anuais por parlamentar.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.