quinta-feira, 2 de Junho de 2011 09:14h Flávia Brand?o

Vereador afirma que Polícia Civil virou um caos

Intenção é promover reunião especial para debater a situação de redução dos plantões

O vereador Edson Sousa (sem partido) em reunião realizada terça (31) na Câmara Municipal solicitou que seja realizada pela Comissão de Direitos Humanos do Legislativo requerimento para promoção de reunião especial com representantes de cidades vizinhas a Divinópolis com o intuito de debater a situação do funcionamento dos plantões da Polícia Civil, uma vez que apenas 67 cidades mineiras estão realizando os plantões noturnos, em fins de semana e feriados gerando um caos para os cidadãos.


Segundo informações divulgadas pela Polícia Civil a redução no número de plantões deve-se a insuficiência de pessoal ocasionando assim a restrição dos mesmos apenas nas delegacias regionais. A medida vem gerando transtornos para a população visto que em alguns municípios é preciso deslocar mais de 400 quilômetros para registrar uma ocorrência. 

 Segundo o parlamentar, a intenção é convocar as cidades vizinhas de Carmo do Cajuru, Nova Serrana, Itaúna, Lagoa da Prata, Santo Antônio do Monte, São Sebastião do Oeste, Pedra do Indaiá, Itapecerica com seus prefeitos e vereadores, delegados e outras lideranças para debater a situação, que está gerando um caos. “Virou um caos a polícia civil, digo não em questão humana porque são pessoas zelosas, verdadeiros anjos da guarda da vida pública, mas sucatearam a polícia civil com o salário mais baixo do Brasil e agora só 67 cidades irão ter plantão. Nem boteco está fechando, agora fechar delegacia é um descaso total do governo do PSDB”, declarou o vereador.

 

Edson pretende com esse pedido feito a Comissão de Direitos Humanos do Legislativo que Divinópolis lidere um movimento estadual de forma a ser “a bandeira de Minas para defender o patrimônio dos mineiros que é a Polícia Civil” finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.