quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2013 06:16h Carla Mariela

Vereador anuncia verba através do Deputado André Quintão para o Cesec de Divinópolis

O montante segundo, Edimilson Andrade, servirá para o mobiliário da Escola

O parlamentar Edimilson Andrade (PT), durante seu pronunciamento na última terça-feira na Reunião Ordinária da Câmara Municipal, anunciou uma verba no valor de R$30 mil, conseguida por meio do deputado André Quintão que será direcionada para o Cesec de Divinópolis. O Cesec é um Centro Estadual de Educação Continuada, que disponibiliza um sistema de ensino diferenciado, fundamental e médio, sem exigência de frequência e carga horária e com incentivo para que os alunos estudem em casa. É reconhecida pelo MEC.
Edimilson Andrade em entrevista a Gazeta do Oeste, disse que sempre teve vontade de poder ajudar o Cesec, por ser uma escola de 1º ao 2º grau, totalmente gratuita, uma escola que é do Estado. “No Cesec há pessoas que não estudaram no tempo apropriado e voltaram estudar agora.São costureiras profissionais, há também pessoas de até 70 anos que estão ali estudando no Cesec, dentre outras, com isso, nós conseguimos juntos com o Deputado André Quintão, uma emenda de R$30 mil”, disse.
Ainda de acordo com o parlamentar, este montante servirá principalmente para mobiliar a escola, com a aquisição de mesas, armários. Essa verba liberada, de acordo com Edimilson Andrade, vai dar uma estrutura melhor ao Centro.
Outro assunto que também está relacionado ao Cesec, que durante a entrevista o vereador fez questão de apontar, foi o fato de ter conseguido também após dois anos de luta, o transporte coletivo para a Escola. “Fica mais fácil para a população ter acesso ao Cesec que está localizado em frente ao Cartório de Registro Civil, na Avenida Divino Espírito Santo, número 771, uma vez que não havia o ônibus coletivo. Então fico muito feliz dessa verba e o transporte coletivo terem sido liberados para os alunos”, relatou.
Ao ser entrevistado, o diretor do Cesec, Maurinei Luiz Gonçalves, relatou que esses recursos vão ser importantes para a escola porque ajudarão na compra de material que a escola está precisando. “Serão 20 mesas, aproximadamente 16 cadeiras, 6 computadores,  1 tablet, 20 armários, para melhorar o atendimento aos nossos alunos. Quando houver a licitação nós vamos negociar com o fornecedor se ele vai oferecer algum item pelo mesmo preço, se sobrar dinheiro, até 30% da verba”, destacou.
Ainda conforme o diretor, o Cesec tem em torno de 500 alunos, sendo que as matrículas começaram no dia 04 de fevereiro. No ano passado, a escola fechou as inscrições com 1.680 alunos matriculados no Simade, Sistema Mineiro de Administração Escolar. “Nós temos no Cesec os anos finais do ensino fundamental que o aluno vai matricular se ele for maior de 15 anos e o ensino médio que o aluno matricula acima de 18. Além disso, nós temos a banca permanente de avaliação que o aluno precisa de 18 anos. Nós fornecemos o certificado do ENEM, dentre outros. Nós fazemos aproveitamento de estudos, como por exemplo, se o aluno ficou devendo uma matéria, duas, três, na escola regular, ele vem para o Cesec traz as notas das matérias que ele passou e aqui ele cursa ou o nosso Cesec ou a banca e depois o certificado de conclusão”, afirmou.
Maurinei Luiz Gonçalves já tem mais de uma à frente da direção do Centro Estadual, e segundo o diretor, a escola já passou por quatro endereços e dessa vez o local é fixo. Ele afirmou que por ser um endereço novo dificulta um pouco a informação, uma vez que muitas pessoas ainda não sabem a nova localizaão “Lembrando que o endereço é Av. Divino Espírito Santo, 771, bairro Sidil. O Cesec funciona desde 77 e é uma escola onde as pessoas que não tiveram oportunidade de estudar em tempo regular, vem agora para poder concluir os seus estudos, lembrando que com 15 anos serão matriculadas no ensino fundamental e 18 no ensino médio sem limite máximo de idade. Os professores estão todos os dias para plantão, pois o aluno estuda, vem tira dúvidas e faz as provas. O estudo é feito em casa, mas o aluno pode vir estudar na escola que é o mais indicado. Aqui o aluno conclui matéria e não série, ele conclui, por exemplo, o português do fundamental, matemática, ciências e assim vai até chegar no médio e no médio da mesma forma”, encerrou.

Escada Magirus foi outro tema pautado durante o pronunciamento do vereador:


Outro aspecto que foi ressaltado durante o discurso do parlamentar foi a tentativa de se conseguir uma escada Magirus para Divinópolis. “Nós estamos em contato com o Deputado Federal Reginaldo Lopes, e reivindicamos a escada Magirus, porque várias cidades conseguiram este equipamento, então Divinópolis necessita dele para que o Corpo de Bombeiros possa fazer um trabalho melhor. Nós temos vários prédios altos no Município e o Deputado está empenhando junto ao Ministério da cidade para tentarmos trazer esta escada Magirus o mais rápido possível para Divinópolis”, disse.
Lembrando que esta questão foi muito debatida na Casa Legislativa, quando a ex-vereadora, Heloísa Cerri, comentou sobre a falta do equipamento no Município em casos de incêndios em prédios de muitos andares, como por exemplo, o Edifício Costa Rangel.
Após a tragédia em Santa Maria (RS), na boate Kiss, as autoridades e população brasileira ficaram em alerta sobre as estruturas nas boates dos seus Municípios. Em Divinópolis durante Reunião Ordinária, uma comissão foi montada para a fiscalização nas boates.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.