quinta-feira, 4 de Abril de 2013 05:27h Atualizado em 4 de Abril de 2013 às 05:32h. Carla Mariela

Vereador apresentará projeto direcionado para os funcionários da Câmara

De acordo com José Wilson (Piriquito Beleza) a proposta de lei aborda a necessidade da identificação dos profissionais da câmara por meio de crachás

O vereador Piriquito Beleza (PSD) que atua entre os outros dezesseis parlamentares da Câmara Municipal de Divinópolis, em entrevista a Gazeta do Oeste, ontem (03) à tarde, explicou sobre o seu projeto de lei de número 006/2013 que entrará em pauta no plenário e que visa à identificação dos funcionários da Casa Legislativa por meio de crachás. O vereador é novato na Casa Legislativa, e como ainda não conhece todos os funcionários do local teme confundir os nomes destes profissionais, para evitar esta situação irá sugerir a utilização de crachás.
De acordo com Piriquito Beleza, chamar alguma pessoa por um nome errado não é legal. Ele acrescentou ainda que já presenciou cidadãos que as vezes alegam trabalhar na Câmara apesar de estarem ali para conversar com os vereadores, isto tem feito com que os próprios funcionários se confundam.
O parlamentar, Piriquito Beleza, chama a atenção, uma vez que não há nenhum crachá de identificação do profissional que trabalha no local, além disso, não há nenhum uniforme. O vereador esclareceu que tem dois porteiros de empresas particulares que usam o uniforme da empresa deles, mas que o uniforme da própria Câmara não tem. “Diante desta situação, eu como vereador e observando esta questão aqui na câmara, achei viável elaborar um projeto de lei para que haja a identificação nesta Casa tanto para os profissionais terceirizados, quanto para os profissionais que são próprios da câmara. Não precisa ser a identificação realizada através do uniforme, mas que pelo menos seja feita por meio de crachás”, afirma.
Ainda conforme Piriquito Beleza, alguns vereadores por iniciativa própria já colocaram uma determinada identificação na entrada do seu gabinete, dentro do ambiente, ou até mesmo criou-se uma identificação para os seus funcionários. 
O vereador acredita que se algum dia houver na Câmara Municipal de Divinópolis uma situação desagradável, como por exemplo, algum cidadão ter sido mal atendido no local, este vai saber falar qual foi o funcionário que te atendeu e qual foi o vereador que o recebeu. Piriquito Beleza destacou que a mesma regra serve para aquele parlamentar ou funcionário que tratou a população de forma correta de acordo com o regimento interno da Casa Legislativa, nesse sentido, as pessoas vão poder tecer elogios apontando a eficiência do atendimento.
Portanto, o projeto de lei de número 006/2013 que o vereador está propondo é principalmente para poder conhecer melhor os funcionários da Câmara Municipal, local em que ele realiza suas atividades políticas, e também para que haja esta interação entre a população e o funcionário que fez a sua recepção e entre a população e os dezessete vereadores. Ele finalizou dizendo que a proposta de lei já está sendo analisada para que possa ser colocada em pauta e consequentemente ser apreciada pelos parlamentares. Para Piriquito Beleza, o crachá visa o efetivo controle de acesso, circulação e permanência das pessoas na Casa e o referido controle vai aumentar também a segurança e identificar o público interno e externo. Além deste projeto, o vereador ressaltou que pretende colocar em pauta outras leis que vai beneficiar a população divinopolitana.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.