quinta-feira, 2 de Maio de 2013 12:17h Estado de Minas

Vereador de Ribeirão das Neves passa o dia na Câmara e a noite na cadeia

 Durante o dia, votação de projetos e contato com eleitores. À noite, palavras cruzadas na cadeia. O vereador José Irineu de Resende (PSDB), que está no quinto mandato na Câmara de Ribeirão das Neves, na Grande Belo Horizonte, foi condenado a seis anos e sete meses de prisão em regime semi-aberto por desvio de recursos de verba indenizatória em processo aberto pelo Ministério Público Estadual em 2008, que apurou irregularidades ocorridas em 2006. À época, o parlamentar até tentou, mas não conseguiu justificar o que fez com o dinheiro. Ao todo, José Irineu recebeu, no mesmo processo, 17 condenações por gestão irregular de dinheiro público.

A verba indenizatória é utilizada por parlamentares para gastos com material de escritório, gasolina e pagamento de consultorias. Os vereadores de Ribeirão das Neves tinham autorização para gastar até R$ 3,5 mil por mês cobertos pelo Poder Legislativo. Com o início das investigações do Ministério Público, a Câmara decidiu acabar com o pagamento da verba. Segundo a promotora Luciana Kellen Santos Pereira Guedes, que já trabalhou em Ribeirão das Neves, a pena aplicada ao vereador é rara em casos similares e só ocorre quando existem provas contundentes de irregularidades com dinheiro público.

José Irineu de Resende tem base eleitoral no Bairro Veneza, um dos mais pobres da Grande Belo Horizonte, onde tem uma casa. O parlamentar, no entanto, alterna a presença na residência em Ribeirão das Neves com viagens a Andiroba, distrito do município vizinho de Esmeraldas, onde construiu uma confortável casa com quatro quartos, piscina e campo de futebol no condomínio Recanto Sonhado. Nos fins de semana em que não está em Andiroba, o vereador aluga sua residência de campo por R$ 1 mil. O casarão abriga, folgadamente, 30 pessoas, conforme informações repassadas a quem liga para os telefones que estão em uma faixa à entrada da propriedade. Uma chácara de 4 mil metros quadrados no condomínio custa hoje R$ 150 mil.

Os vereadores de Ribeirão das Neves têm salário de aproximadamente R$ 9 mil. A reportagem tentou falar com José Irineu na segunda-feira, dia de sessão na Câmara da cidade. No gabinete do parlamentar, assessores afirmaram que o vereador estava com fortes dores da coluna. Em casa, um de seus familiares disse que José Irineu poderia estar no condomínio em Andiroba. À primeira vista, a propriedade do parlamentar estava trancada. Moradores da região afirmaram que o último ocupante da casa foi um irmão do vereador, que passou o fim de semana na mansão. Na terça-feira, a reportagem conseguiu falar por telefone com José Irineu por telefone, mas o parlamentar desligou.

O diretor jurídico da Câmara de Ribeirão das Neves, Flávio Freire, informou que, ao menos inicialmente, José Irineu deverá continuar como parlamentar mesmo depois da condenação. “Ainda não tivemos acesso a todo o teor da sentença”, afirmou o diretor. Por ser decisão de primeira instância, o vereador poderá entrar com recurso no Tribunal de Justiça. A primeira eleição de José Irineu para a Câmara de Neves foi em 1992. Venceu novamente em 1996, 2000, 2004, perdeu em 2008 e retornou à Casa em 2012.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.