quinta-feira, 7 de Maio de 2015 11:53h Atualizado em 7 de Maio de 2015 às 11:56h. Jotha Lee

Vereador pede comissão para investigar denúncias de maus tratos a idosos

O vereador Anderson Saleme (PR) fez denúncia grave envolvendo a Vila Vicentina, localizada no bairro Niterói

A Vila, administrada pela Sociedade São Vicente de Paula, atende hoje a 86 idosos e tem uma despesa mensal que gira em torno de R$ 60 mil. De acordo com o presidente voluntário da instituição, Vicente de Paulo Tavares, a sobrevivência da entidade é possível graças às doações da comunidade, além de uma verba federal que varia de R$ 4 mil a R$ 6 mil mensais. Segundo ele, a Prefeitura não contribui financeiramente com a entidade, porém ajuda quando é necessária a prestação de algum tipo de serviço. “Tivemos uma reunião com a Prefeitura e o Ministério Público para tentar uma ajuda financeira do município, mas até agora não houve nenhuma solução”, informou.
O vereador Anderson Saleme pediu a formação de comissão especial da Câmara, com o objetivo de investigar a Vila Vicentina. “A Vila não está recebendo as fraldas para os idosos, por omissão ora do município, ora do Estado. É muita falta de atenção com esses idosos. A denúncia que chegou em meu gabinete é que muitas vezes esses idosos estão sendo tratados de forma desumana”, afirmou. “Na falta das fraldas descartáveis, muitas vezes são colocadas fraldas de pano e aí precisa ser investigado e nós queremos que a verdade venha à tona”, acrescentou.

 

PODER PÚBLICO
O vereador fez questão de frisar que não se trata de uma acusação contra a Vila Vicentina ou sua direção. “Não estamos falando da Vila Vicentina como instituição, pelo contrário. Nós queremos ajudar em tudo que for possível”, acrescentou. “É preciso saber de quem é a responsabilidade pela falta das fraldas. Isso é um absurdo. Muitos idosos esquecidos pela família, agora também esquecidos pelo poder público. É uma denúncia, que precisa ser investigada. Precisamos comprovar se os idosos realmente estão sendo maltratados por ausência ou omissão do poder público”, finalizou.
O presidente da Vila Vicentina afirmou que as fraldas eram confeccionadas pela própria instituição, entretanto, diante das dificuldade financeiras, agora elas são produzidas de acordo com as necessidades. Ele confirmou que a instituição enfrenta uma crise e que a confecção de fraldas está reduzida porque o material é muito caro. Vicente de Paulo evitou falar sobre possíveis maus tratos aos idosos decorrente da falta de fraldas, mas disse que a instituição não está recebendo ajuda oficial. “De uns tempos para cá ‘eles’ não estão mandando nada”, disse.
No próximo sábado, a partir de 13h, a Vila Vicentina vai realizar um evento em comemoração ao Dia das Mães. O evento, que terá música ao vivo com a dupla Igor e Júnior, vai oferecer bingo beneficente e um variado cardápio. Além de festejar a data, o evento também tem com objetivo arrecadar fundos para que a Vila tenha condições de sobreviver à crise financeira.
“Sempre contamos com a doação de toda a comunidade e se não fosse isso, não haveria condições de manter o nosso trabalho. Fazemos eventos exatamente porque as doações diminuíram e temos preocupação em garantir o total bem estar das pessoas que cuidamos. As portas da Vila estão abertas para o vereador e sua comissão”, finalizou Vicente.

 

Crédito: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.