quarta-feira, 28 de Agosto de 2013 07:07h Carla Mariela

Vereador propõe implantação de ponto biométrico para assessores

O vereador Edimar Felix (PHS) encaminhou um oficio para o presidente da Câmara, Rodyson Kristnamurti (PSDB), solicitando que o Poder Legislativo, assim como está sendo realizado no executivo, faça a implantação do ponto biométrico para os assessores parla

O vereador Edimar Felix (PHS) encaminhou um oficio para o presidente da Câmara, Rodyson Kristnamurti (PSDB), solicitando que o Poder Legislativo, assim como está sendo realizado no executivo, faça a implantação do ponto biométrico para os assessores parlamentares.
De acordo com o parlamentar, atualmente já existe este ponto biométrico na Câmara, porém é direcionado para os servidores e não para os assessores. Segundo ele, o objetivo da sua solicitação é que o ponto biométrico seja estendido para todos os trabalhadores da casa.
Para Félix, esta é uma forma de mostrar um pouco mais de transparência. Ainda conforme o vereador, ele pretende dar continuidade com o projeto, porém primeiro o ofício está nas mãos dos membros da mesa diretora, são eles que vão decidir. “Vou manter o pedido para o presidente Rodyson Kristnamurti e naturalmente a mesa diretora vai decidir se vai atender o meu pedido ou não”, informou.

 


Na prefeitura de Divinópolis, de acordo com a secretária municipal de Administração, Orçamento e Informação, Rosemary Lasmar, já foram adquiridos 10 pontos biométricos que custaram cerca de R$ 50 mil e que estão em fase de teste. Em nova ata de registro de preço prevê a aquisição de mais 300 pontos. A previsão é de implantação de mais 16 pontos biométricos até o final do ano e os demais em 2014.

 


O ponto biométrico é um sistema moderno, atualizado, e de segurança que busca garantir o maior controle da administração sobre a vida funcional do servidor buscando mais produtividade no serviço público. Para a secretária, a prefeitura fez a opção pelo ponto biométrico justamente para dar uma maior transparência. “O intuito da aquisição ponto biométrico é organizar a jornada de trabalho dos servidores públicos municipais. A prefeitura tem hoje entre servidores públicos, agentes políticos e servidores contratados, estagiários, cerca de 4.955 profissionais. O Ministério do Trabalho faz uma exigência que toda empresa privada, que tem acima de dez funcionários tem que ter o relógio de ponto, esta é uma forma de registro dos profissionais”, destacou a secretária.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.