segunda-feira, 11 de Março de 2013 07:10h Atualizado em 11 de Março de 2013 às 11:02h. Carla Mariela

Veto da presidente Dilma Rousseff sobre os royalties do petróleo é derrubado no Congresso Nacional

Conforme o presidente da AMM, Ângelo Roncalli, essa foi uma boa notícia que vai beneficiar todas as cidades brasileiras

O Congresso Nacional, em um acordo feito pelos presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, decidiram que as duas casas deveriam se reunir para apreciar os vetos da Presidente Dilma Rousseff quanto ao projeto de redistribuição dos Royalties do Petróleo. Esta votação foi defendida por quase todos os Estados do país por ser um projeto que beneficiaria mais de cinco mil municípios brasileiros. Com a derrubada dos vetos, as cidades brasileiras receberiam mais recursos para investir em saúde, educação, saneamento básico, dentre outros. Em entrevista, o presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Ângelo Roncalli, disse que após algumas tentativas e depois de muito tempo o veto foi derrubado.
Para Roncalli pelo fato do veto ter sido derrubado, as cidades mineiras irão também receber recursos. O Estado de Minas Gerais, por exemplo, poderá segundo a AMM, ter um acréscimo de aproximadamente R$ 488 milhões em seu fundo de participação na distribuição dos royalties. Os municípios mineiros deixariam de receber os atuais R$ 136 milhões para receber mais de R$ 620 milhões, ainda neste ano.
Ângelo Roncalli, acrescentou que essa é uma votação que o movimento municipalista brasileiro esperava com ansiedade. “Dois terços do Congresso Nacional apoiou a nova redistribuição dos royalties, essa é um projeto que vai beneficiar acima de tudo os brasileiros. Nós do movimento municipalista esperávamos com ansiedade essa votação e também as boas notícias”, destacou.
Segundo o presidente da AMM, 57 senadores votaram na derrubada, mas que sem dúvida quem defendia o veto da presidente Dilma Rousseff, deve recorrer, porém
Roncalli acredita que dessa vez, a derrubada do veto vai valer definitivamente em benefício de todas as cidades brasileiras.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.