quinta-feira, 30 de Janeiro de 2014 06:12h Atualizado em 30 de Janeiro de 2014 às 06:15h.

Vigilância Sanitária intensifica fiscalização em sorveterias

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) por meio da equipe da Vigilância Sanitária intensifica a fiscalização nas sorveterias e estabelecimentos que comercializam gelados comestíveis, como sorvetes, picolés e açaís, devido ao aumento do consumo destes pr

A ação tem como objetivo assegurar a qualidade dos alimentos comercializados e orientar a população ao adquirir e consumir alimentos do gênero.

Durante a fiscalização, os profissionais observam as condições de armazenamento e conservação dos produtos, organização, limpeza, além do estado de conservação de paredes, pisos e tetos do local. Também é verificado se os manipuladores estão com uniformes limpos e cabelos protegidos com toucas, se o funcionário do caixa que recebe dinheiro, cartões ou outras formas de pagamento não tocam nos alimentos e ainda, se copinhos, casquinhas e pazinhas estão acondicionadas em prateleiras limpas e organizadas.

“A Vigilância Sanitária tem como um de seus objetivos cuidar da segurança e da qualidade dos alimentos, mas sozinha ela não conseguirá  garantir isto, por isto é muito importante que os consumidores fiquem atentos.  Já que a Vigilância Sanitária está intensificando as inspeções nas 59 sorveterias cadastradas, neste período de maior consumo do produto, a população  também deve fazer a sua parte” garante Celina Pires, diretora de Vigilância em Saúde.

A gerente de Vigilância Sanitária, Andréia Nalzira Dellarett Ferreira, descreve a seguir alguns itens que devem ser observados pelos consumidores nos estabelecimentos que comercializam estes produtos:

- Verificar se os alimentos estão armazenados em refrigeradores limpos, organizados, em bom estado de conservação e temperatura que garanta a conservação do produto.
- Verificar se os sorvetes estão em processo de descongelamento, como acúmulo de líquido ou gelo por fora da embalagem.
- Observar o prazo de validade.
- Identificar se a embalagem aponta a identificação do fabricante, data de validade, lista de ingredientes e informação nutricional.
- Observar se as embalagens estão totalmente fechadas.
- Observar se os pegadores estão limpos e em bom estado de conservação e não acondicionados em recipientes com água.
- Observar a conduta dos manipuladores e verificar se os mesmos lavam constantemente as mãos e utilizam utensílios limpos para servir os alimentos.

Além de exigir a qualidade dos serviços oferecidos pelo estabelecimento, é importante que o cliente também colabore com a manutenção da limpeza e organização do local, sempre usando o recipiente de lixo para descartes e não se esquecer de fechar as portas dos refrigeradores.

A população pode colaborar com o trabalho da Vigilância através de denúncias pelo telefone (37) 3221 8778 e 3221 8790.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.