sexta-feira, 12 de Agosto de 2011 09:36h Atualizado em 12 de Agosto de 2011 às 22:52h. Flávia Brandão

Vladimir assume a presidência da Frente Mineira de Prefeitos

No primeiro pleito como presidente solicitou ao vice-governador Alberto Pinto Coelho uma sede para a FMP

O prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) foi empossado, ontem (11), como presidente da Frente Mineira de Prefeitos - FMP, associação que trabalha na defesa dos interesses das cidades pólo mineiras, sendo composta por 85 municípios. O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), está ao lado de Vladimir, ocupando a vice-presidência para o biênio 2011/2013. O vice-governador, Alberto Pinto Coelho, esteve na posse e promoveu o encerrando do 95º Encontro dos Prefeitos de Cidades Pólo de Minas Gerais, que teve início na última quarta-feira (10), em Ouro Preto, como objetivo de promover o desenvolvimento social e econômico das cidades mineiras por meio de discussões e troca de experiências entre as lideranças municipais. Cerca de 100 pessoas participaram da solenidade que reuniu prefeitos,vereadores, deputados estaduais, federais.

 

 

Em seu discurso de posse, Vladimir Azevedo ressaltou se sentir muito honrado de poder articular junto com o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, e demais prefeitos da diretoria eleita em prol das causas municipalistas. Ele citou que a Frente tem um diferencial em relação às demais entidades, já que ela não nasceu de forma intencionada, mas sim como resultado de vários encontros, onde os prefeitos buscavam soluções para os problemas municipalistas.

 

O prefeito de Divinópolis no primeiro pleito como presidente solicitou ao vice-governador Alberto Pinto Coelho  uma sede para a Frente Mineira de Prefeitos e entregou a Carta de Ouro Preto, documento com as reivindicações discutidas durante o 95º Encontro das Cidades Polo Mineira.  Como metas de trabalho destacou a revisão do pacto federativo com uma divisão da arrecadação de maneira mais harmônica; a regulamentação da emenda 29 com recursos na área da saúde e sugeriu a discussão de uma política nos municípios sobre o combate as drogas.

 

 

Vladimir Azevedo ressaltou que sempre acreditou no associativismo e destacou que quando vereador atuou como presidente da Associação de Câmaras do Centro-oeste de Minas Gerais e vice-presidente da Associação Brasileira de Câmaras Municipais (ABRACAM). Agora como prefeito, além de participar da Frente Mineira ocupa a vice-presidência de Gestão Pública, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). “Os municípios se articulam com bandeiras comuns em associações municipalistas como a AMM, em Minas Gerais, e outras em nível nacional. Com muito orgulho, assumo a Frente Mineira, sendo o quarto presidente desse movimento de cidades polo mineiras, que junto com a AMM, promove esse debate, interlocução com o Governo do Estado e demais entidades a nível federal dos problemas comuns aos municípios”, disse.

 

O vice-governador, Alberto Pinto Coelho, destacou as ações do movimento municipalista que são de suma importância e disse que o governo de Minas Gerais e a Frente Mineira de Prefeitos tem uma agenda comum e solidária e um grande trabalho a realizar em estreita e mútua cooperação. Nesse contexto de agenda mútua, o vice-governador destacou o apoio à revisão do pacto federativo de forma a alcançar uma distribuição mais igualitária dos recursos; o apoio a regulamentação da Emenda 29; um novo marco regulatório do setor mineral e para os royalties do Pré  sal. Alberto Pinto destacou ainda os “estados e municípios não se podem curvar - nem mesmo em nome de circunstâncias excepcionais da conjuntura - à renovação da Desvinculação das Receitas da União – DRU, que permite ao governo federal, como sabemos, desvincular 20% do total das receitas de impostos e contribuições para aplicá-las como bem lhe aprouver”. 

 

 

FMP

 

A criação da Frente Mineira de Prefeitos, em julho de 2003, partiu da iniciativa de um grupo de prefeitos das cidades Polo de Minas Gerais com o  objetivo de defender os interesses dos municípios com mais de 35 mil habitantes.  A FPM já encabeçou ações de interesse dos maiores municípios de Minas Gerais fazendo surgir soluções concretas para as cidades com problemas semelhantes, a partir de  sua mobilização política. 

 

Nova Diretoria

Presidente: Prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo


Vice-Presidente: Prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda


Tesoureira: Prefeita de Betim, Maria do Carmo Lara


Coordenadorias Regionais:


Triângulo e Alto Paranaíba: Prefeito de Araguari, Marcos Coelho
Sul e Sudoeste: Prefeita de Lavras, Jussara Menicucci
Central: Prefeito de Sete Lagoas, Mário Márcio Paiva
Centro-Oeste: Prefeito de Passos, José Hernani da Silveira
Vale do Rio Doce: Prefeito de Timóteo, Geraldo  Torres
Jequitinhonha e Mucuri: Prefeita de Teofilo Otoni, Maria José Freire;
Norte: Prefeito de Montes Claros, Luís Leite;
Noroeste: Prefeito de Unaí, Antério Mânica;
Zona da Mata: Prefeito de Juiz de Fora, Custódio  de Mattos;
Metropolitana: Prefeita de Contagem, Marília Campos;


Conselho Fiscal: Prefeito de Varginha, Eduardo Carvalho; Prefeito de Poços de Caldas, Paulo César Silva e Prefeito de Pouso Alegre, Agnaldo Perugini;


Suplentes: Prefeito de Araxá, Jeová Moreira; Prefeita de Patos de Minas, Maria Beatriz Savassi; e Prefeito de Ituiutaba, Luiz Pedro Carmo
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.