sábado, 8 de Outubro de 2011 08:28h Atualizado em 8 de Outubro de 2011 às 08:35h. Flávia Brandão

Vladimir Azevedo embarca rumo à China

Prefeito está entre os líderes de Executivo, que buscam com a viagem coordenada pela FIEMG Centro-Oeste, prospectar negócios, parcerias e intercâmbio em gestão pública com o país asiático.

O prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo (PSDB), juntamente a outros seis prefeitos de municípios da região Centro-Oeste (Santo Antônio do Monte, Formiga, Córrego do Danta, Pains, Itaúna e São Gonçalo do Pará) embarca, hoje (8), rumo a China em uma missão, promovida pela FIEMG e coordenada pelo presidente da regional Centro-Oeste, Afonso Gonzaga. O objetivo da viagem é prospectar negócios, parcerias, conhecer os mais recentes lançamentos em tecnologias, promovendo o estreitamento da região com o país asiático. No roteiro, estão previstos encontros em feiras, empresas e instituições públicas, entre outras atividades.


A missão de prefeitos embarca hoje e retorna na sexta-feira, dia 21 de outubro. Entre os encontros oficiais está prevista uma reunião com o cônsul do Brasil, em Hong Kong e também visitas a Secretaria de Comércio da Embaixada do Brasil (SECOM), em Hong Kong e Pequim. Em Beijim, os prefeitos participam de uma reunião sobre Gestão Pública.


A missão está sendo promovida também com apoio do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Centro-Oeste Mineiro (PRODESCOM), da Associação Mineira do Vale do Itapecerica (AMVI), Associação Mineira dos Municípios (AMM) e SEBRAE/MG.


Gestão Pública


O prefeito Vladimir destacou que a missão ao país asiático irá oportunizar intercâmbio em termos de gestão pública. “Claro que temos as diferenças de estrutura jurídica, mas a troca de experiência sempre agrega porque você vê coisas novas, novas maneiras de empreender no serviço público, ou seja, a ideia é levarmos experiências nossas e trazermos boas experiências de lá”, declarou. 


Negócios


Vladimir ressaltou também a expectativa de que a China possa firmar bons negócios com os setores produtivos locais, os chamados “Arranjos Produtivos Locais - APLs”, da região Centro-Oeste, no caso de Divinópolis o setor confeccionista e a fundição. “Dia 21 estaremos de volta e se Deus quiser com uma bagagem importante e tomará com prospecção de alguns acordos dos segmentos econômicos, que a Fiemg está coordenando muito essa parte. E nos levando e trazendo muitas experiências”, destacou.


O presidente da FIEMG, Afonso Gonzaga, afirmou que a exportação de manufaturados do Brasil depende mais da política industrial brasileira, do que da voracidade do mercado chinês. “Temos que tornar os produtos “made in brasil” mais competitivos no mercado mundial. Embora nossos executivos e empresários sejam eficientes, dificilmente podem competir carregando o custo Brasil”, pontuou.
Gonzaga destacou que é preciso aproveitar o crescimento do Brasil, estreitando as relações comerciais com o mundo. Nesse sentido, o presidente ressaltou o papel da missão, que irá buscar o avanço e participação nesse processo, para que o momento se transforme em duradoura nova etapa de desenvolvimento dos produtos industriais da região centro-oeste no cenário econômico mundial. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.