quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013 05:06h Carla Mariela

Vladimir Azevedo esclarece como foi o Encontro Nacional dos Prefeitos no Distrito Federal

Conforme o prefeito de Divinópolis foi importante para dar continuidade em seus trabalhos

O Encontro Nacional dos Prefeitos e Prefeitas no Distrito Federal em Brasília, que aconteceu nos dias 28, 29 e encerrou ontem, 30 de Janeiro, apresentou aos gestores presentes alguns projetos anunciados pela presidente Dilma Rousseff, inclusive um convênio no valor de R$66,8 bilhões em recursos Federais. O prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo (PSDB), que esteve no encontro no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, no Distrito Federal, participando do encontro, fez um balanço do evento.
De acordo com o chefe do Executivo, ele considera o encontro importante, uma vez que o convite foi feito pela presidente Dilma Rousseff, em que o Governo Federal se reúne com todos os prefeitos do Brasil,  fazendo uma mostra dos programas ministeriais, a identificação com outros Órgãos de Governo, dentre outros fatores.
Segundo o prefeito de Divinópolis, o encontro contou com uma participação muito grande de mais de 6.000 pessoas, as quais participaram de debates, oficinas e mostras também de projetos. “Nós participamos tanto do programa oficial, quanto de reuniões com entidades municipalistas com as pautas que entendemos ser fundamentais. Nós lançamos ontem uma campanha sobre o médico, considerando que no Brasil tem uma baixa oferta de mão de obra médica, nós pedimos e agora há uma discussão para abrir contratação de profissionais médicos estrangeiros para atuar na atenção básica, na saúde brasileira que seria um alívio. Sobre essa solicitação, nós tivemos a sinalização positiva do Governo”, ressaltou.
Conforme Vladimir Azevedo, outras questões importantes foram debatidas dentro dos novos programas apresentados por Dilma Rousseff. Ele afirmou que percebeu do Governo Federal mais possibilidades para a área de infraestrutura. Já na área de habitação, ele destacou que está avançando cada vez mais com a entrega de casas em Divinópolis e pretende bater um novo recorde de entrega de casas no Município, no seu novo mandato.
Sobre a área da saúde, o prefeito declarou que no encontro foi citada como reforma de unidades de outros programas importantes que haverá uma interação com o Governo Federal.  “O Secretário de Saúde, Dárcio Abud, inclusive vai comparecer quinta-feira a Brasília, para participar de uma reunião com todos os secretários municipais e o Ministério da Saúde”, acrescentou.
Entretanto, na área da educação, haverá de acordo com Vladimir Azevedo, uma possibilidade de aumentar vários programas como, por exemplo, de melhorias nas quadras esportivas nas escolas que servem também às comunidades.
Para o prefeito, o encontro valeu a pena e o deixou ainda mais estimulado para continuar os seus trabalhos em 2013. Conforme Vladimir Azevedo, ele retorna de Brasília, hoje, e cumprirá com os trabalhos da sua agenda, um deles será um encontro na Cemig pela manhã, para discutir assuntos de iluminação pública para Divinópolis.
O prefeito encerrou dizendo que fica então a sua prestação de contas para os divinopolitanos em relação ao encontro em Brasília e que dessa forma vai melhorando a sintonia do Município com o Governo Federal desdobrando em ações e serviços cada vez mais fortes nas áreas que precisa de soluções.
Enquanto o prefeito relatou que o encontro valeu a pena e foi importante, em contrapartida, o presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM), Ângelo Roncalli, disse que apesar das boas notícias, faltou a presidente, Dilma Rousseff, explicar como será o encontro de contas com a União. “Queremos que todas as dívidas dos Municípios tenham correção pela Selic, que é menor do que é feito hoje, e que essa renegociação sirva para amortizar a dívida das prefeituras. Se um prefeito deve R$2,5 milhões e tem R$ 1 milhão a receber, que se reduza a dívida de imediato a R$1,5 milhão porque, obviamente, os juros ficarão menores sobre o valor restante”, declarou Roncalli.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.