sexta-feira, 15 de Março de 2013 05:03h Atualizado em 15 de Março de 2013 às 05:12h. Carla Mariela

Vladimir Azevedo se reúne com Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico

O prefeito participou do encontro com o intuito de colocar a cidade tecnológica em viabilidade com as grandes diretrizes de investimentos do Governo

O prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) juntamente com o novo secretario de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Divinópolis, Pastor Paulo Cesar, reuniu nesta última quarta (13), na Cidade Administrativa em Belo Horizonte, com a secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothéa Werneck, para debaterem sobre a implantação da cidade tecnológica no município.
Após o encontro, o prefeito ressaltou que a reunião foi prática, teve quase duas horas de discussão, na qual foi colocada a cidade tecnológica em viabilidade e em consonância com as grandes diretrizes de investimentos de fomento do Governo do Estado. “Depois de importantes reuniões com a indústria farmacêutica na área de biotecnologia em São Paulo na semana passada, esta semana já desdobramos um importante alinhamento de informações e de trabalho com a secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, e o IMDI, Instituto Mineiro de Desenvolvimento”, disse.
De acordo com Vladimir Azevedo a partir de agora serão analisadas quais as questões de licenciamento e num protocolo de intenções com o IMDI será definido as obrigações para cada uma das partes, ou seja, para o município, para o empreendedor e para as universidades envolvidas que darão a sustentação técnica, pedagógica, funcional, para a cidade tecnológica e para o Governo do Estado. Dessa maneira, ele declarou que está com uma perspectiva muito positiva quanto a desenvolver esse projeto que é muito audacioso, mas que para ele, mudará a concepção da história de Divinópolis.
O prefeito comentou também sobre a reunião do Tribunal de Contas com a participação de várias entidades como a Assembléia e o Sebrae, e afirmou que ele sendo um gestor que já venceu dois prêmios de prefeito empreendedor do Sebrae nessa busca de fomento, terá grandes chances de conseguir dar um passo importante porque segundo Azevedo, uma das dificuldades de fomentar é a burocracia das compras públicas. “É importante ver um desenho nascendo de quem cuida da fiscalização da burocracia como o Sebrae que ainda controla o fomento e assim saindo de um encontro para fazer com que a própria burocracia ao invés de ser uma retenção, um dificultador passa a ser um facilitador, um indutor para que essas compras públicas e a economia das pequenas e médias empresas individuais passem a ter marginalização.
A secretária, Dorothéa Werneck, declarou que foi muito proveitoso receber o prefeito Vladimir Azevedo em Belo Horizonte, uma vez que ela tem a implantação da cidade tecnológica como prioridade de investimento da economia e vai de alguma forma acelerar para que a um curto prazo já se possa sugerir as empresas que possam fazer a instalação na região. Para Werneck, a cidade tecnológica trará investimentos para o município, certamente porque vem acompanhada de empresas que tem a demanda de pessoal qualificado, além de estimular ainda mais a universidade que tem áreas excepcionais como a de ciências da saúde.
Já o responsável pela a idéia da implantação da cidade tecnológica também falou sobre o evento. Segundo o empresário, Aurílio Guimarães, a reunião trouxe um compromisso da iniciativa privada com o Estado, com o município de Divinópolis e com as universidades da região para a criação desse empreendimento que irá trazer um grande desenvolvimento para o Centro Oeste não só para Divinópolis, mas para toda a região, aproveitando a potencialidade cultural. “Iremos levar também empresas de alta tecnologia para a região e com isso criar muitos empregos. Acredito que o empreendimento deverá gerar só durante a fase de implantação em torno de 30 mil empregos diretos e ainda investimentos das indústrias que lá irão se instalar, algo acima de R$ 5 bilhões. Será um empreendimento de grande porte, a infraestrutura está orçada em torno de R$200 milhões e esperamos com isso levar um grande progresso para a região. Ao todo são 5 milhões de metros quadrados, localizado na Comunidade Rural do Choro, mas são 7 quilômetros do anel rodoviário da cidade e a 11 quilômetros aproximadamente do centro da cidade de Divinópolis. Nós estaremos bem próximos da cidade, a área onde será instalado este empreendimento vai ser transformada em zona urbana”, destacou.
O prazo para iniciar a implantação da cidade tecnológica depende da aprovação final da prefeitura com relação ao Plano Diretor da Cidade. A transformação de área rural para a área urbana acontecerá depois do licenciamento ambiental. É um projeto que deverá começar a ser implantado em 2014, será feito em etapas de acordo com a demanda que houver, não só para as áreas industriais, mas também para as áreas residenciais porque é um projeto grande. “Eu acredito que o projeto será implantado dentro de 5 anos. No Brasil, o primeiro projeto dessa natureza aconteceu em São Jose dos Campos. O conceito do projeto se baseia na construção de pólos onde uma pessoa possa morar, estudar, se divertir, trabalhar. No mundo são 1200 parques tecnológicos, no Brasil são aproximadamente 75, dos quais aproximadamente 20 estão em funcionamento. Houve a consulta de um grupo Indiano em Divinópolis querendo se instalar futuramente e esse grupo, se instalado  poderá gerar cerca de 1.300 empregos”, esclareceu.
O Secretario, Pastor Paulo Cesar, afirmou que acredita ter havido um avanço quanto a proposta. Segundo o secretário, o encontro foi bastante produtivo onde pode ser firmado uma intenção, um protocolo, para que se possa agilizar algumas etapas na implantação deste, que para ele é sem duvida um grande projeto.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.