sexta-feira, 12 de Junho de 2015 13:31h

Vladimir destaca união de prefeitos para liberação de recursos

O prefeito de Divinópolis e presidente da Frente Mineira de Prefeitos (FMP)

O prefeito de Divinópolis e presidente da Frente Mineira de Prefeitos (FMP), Vladimir Azevedo, participou durante toda a tarde desta quinta-feira (11/06/15), em Belo Horizonte, de um encontro com prefeitos, presidentes e secretários executivos das Associações Microrregionais de Municípios e representantes de órgãos governamentais. O evento, na sede do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), foi promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM). O objetivo foi articular a gestão municipal com as microrregionais e as ações do Estado, visando um melhor planejamento e desenvolvimento estruturado de cada localidade.

Vladimir destacou a proposta do novo presidente da AMM, Antônio Júlio, do encontro com foco em reunião de trabalho. “Nós temos um problema estrutural na nossa federação. O pacto federativo é uma pauta que está na ordem do dia faz muito tempo e estamos sempre remontando. São muitas as discussões, como, os excessos do controle externo que vivemos dia a dia, a roleta russa das transferências constitucionais que nos impede de fazer um planejamento, uma vez que não sabemos o valor do próximo ICMS que o município receberá e nem noção do próximo valor do Fundo de Participação por Município (FMP)”, lembrou.

O presidente da FMP ressaltou ainda que é necessária a união dos prefeitos para enfrentar as dificuldades.  “Nós estamos muito perto dos problemas e muitas das vezes longe dos recursos. Vivemos uma lógica federativa de uma equação perversa que nos invade cada vez mais, que é de centralização de recurso e descentralização de custeio”, finalizou.

O vice-governador do estado, Antônio Andrade, reconheceu as dificuldades enfrentadas pelos Municípios. “Eu sei que é um sofrimento ser prefeito, porque já fui em uma cidade pequena, Vazante. O prefeito quer fazer o melhor para o seu município, são eleitos com uma grande expectativa da população. E quando existe uma falha do Estado ou da União, em um repasse que deixou de ser feito, os cidadãos sofrem e não vão atrás do governador ou de quem está no comando do país, e sim do prefeito”, resumiu.

Em Divinópolis de acordo com a secretária de Educação, Rose Lasmar, o gasto com o transporte escolar para alunos da rede estadual, em 2014 ficou perto de R$ 1 milhão. “Nós assinamos com o Estado um convênio para repasse de R$ 180 mil, mas recebemos apenas R$ 137,5 mil, o restante teve que ser completado com recursos do próprio município”, destacou.

A pauta de discussão contemplou temas que impactam diretamente a administração municipal, tais como a liberação de recursos para os municípios, os programas de apoio às prefeituras, a judicialização da saúde, segurança, transporte escolar e meio ambiente.
 

Para o presidente da AMM e prefeito de Pará de Minas, Antônio Júlio, com o encontro a entidade cumpre, verdadeiramente, o seu papel. "Abrir espaço para o debate político é fundamental para que os prefeitos possam expor as suas reivindicações. Nesses encontros sempre  teremos representantes dos poderes Executivo e Legislativo municipal, estadual e federal. Uma oportunidade para afinarmos os pleitos municipalistas e contar com o apoio irrestrito dos envolvidos para a resolução ágil dos problemas que as cidades enfrentam", assegurou.


Também participaram o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Adalclever Lopes; o subsecretário de Governo, Marco Antônio Viana Leite; o presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Marco Aurélio Crocco;  a vice-presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel) Daniela Nogueira, prefeita de Ribeirão das Neves; o presidente eleito da FMP, Paulo Piau, prefeito de Uberaba e vários outros prefeitos.

 

Créditos: Samuel do Valle

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.