quarta-feira, 22 de Maio de 2013 07:10h Atualizado em 22 de Maio de 2013 às 12:41h. Carla Mariela

XVI Marcha em Defesa dos Municípios terá início em julho

O tema que será debatido no evento é desequilíbrio federativo e a crise nas cidades

A marcha em defesa dos municípios começará no dia 08 de julho e encerrará no dia 11. O encontro ocorrerá no Royal Tulip Brasília Alvorada Hotel (SHTN – trecho 1 , conjunto B, bloco C) no Distrito Federal. Esta marcha é uma mobilização democrática, realizada desde 1998 e tornou-se o maior evento político do Brasil.

Normalmente, este evento conta com a presença de prefeitos, secretários municipais, vereadores, senadores, governadores, parlamentares estaduais e federais, ministros e presidente da República. São debatidas questões que influenciam o cotidiano dos municípios e as reivindicações do movimento municipalista.

No dia 08 de julho a programação vai contar com uma coletiva de imprensa, credenciamento, abertura da V exposição de produtos, serviços e tecnologias e Assembleia-Geral Ordinária da CNM. No dia 09 de julho, haverá o credenciamento novamente, uma sessão solene de abertura, palestra do presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, discussão da pauta política e deslocamento para o Congresso Nacional.

Já no dia 10 haverá premiação do IRFS, firmatura de termo de cooperação com o TCU. Haverá também lançamento do projeto memórias, do portal do observatório do crack e publicações CNM, momento especial com o senado federal: instalação da Subcomissão de Assuntos Municipais, fórum dos vereadores e oficinas temáticas.

No dia 11 de julho, dia de encerramento da marcha, haverá o convênio SEBRAE, projeto experiência municipal e a leitura da carta da XVI Marcha a Brasília.
Na XV marcha, no ano passado, o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, entregou dez prêmios para as melhores gestões do Brasil. Entre os ganhadores estavam os municípios de Bom Jardim da Serra (SC),

Caseiros no Rio Grande do Sul e Bilac. A CNM avaliou o nível de endividamento e gasto com pessoal, recursos de manutenção da máquina administrativa, investimento em infraestrutura, em saúde e em educação para a entrega do prêmio de gestão.
Para o presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Antônio Andrada, ante a tantos problemas que os municípios vem passando é que a marcha ganha importância. Neste encontro estarão presentes mais de 1.500

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.