terça-feira, 13 de Março de 2018 11:12h Atualizado em 13 de Março de 2018 às 11:23h. Portal Gazeta do Oeste

Prisão de autor de homicídio em Leandro Ferreira

O autor estava em um bar anunciando que havia matado uma pessoa do sexo masculino

A guarnição policial recebeu informações de um transeunte, que relatava que estava em um bar no bairro Industrial José Silva, onde havia um homem no interior do bar falando que tinha “matado uma pessoa do sexo masculino”. O transeunte passou então as características físicas do autor e de suas vestimentas.

De posse das informações, os militares fizeram ligação entre a informação recebida com o crime de homicídio ocorrido na data de ontem em Leandro Ferreira.

E imediatamente a guarnição PM deslocou-se até o bairro Industrial José silva e iniciou um intenso rastreamento na tentativa de localizar o suspeito.

Após o rastreamento a guarnição policial encontrou o suspeito, e suas características batiam com as informadas recebidas  do transeunte.

Após intensa parlamentação, o suspeito assumiu para a guarnição policial ser o autor do homicídio ocorrido em Leandro Ferreira/MG na data de ontem.

O crime

Na tarde desta segunda (12), por volta das 12h58min, na cidade de Leandro Ferreira, a PM foi acionada a comparecer à Rua Gabriel Ribeiro, Bairro Bela Vista, onde deparou com a vítima de 56 anos, deitado sobre a cama de sua residência, apresentando grande sangramento no rosto, com sinais de violência, já sem vida. 

No local, foram angariadas informações tão ricas em detalhes, que não restaram nenhuma dúvida quanto à autoria do homicídio, sendo o suspeito um senhor de 49 anos, o qual fugiu do local após golpear a vítima com uma junta de homocinética, atingindo-a na face direita, provocando afundamento de crânio e grande perda de sangue. 

A motivação do crime está ligada a veemente objeção do suposto autor, ao relacionamento amoroso que a vítima mantinha há aproximadamente 04 (quatro) meses, com uma irmã do autor, o qual ameaçou de morte a vítima por diversas vezes na presença de testemunhas, uma delas portava consigo uma faca. 

A própria irmã do autor, com quem a vítima morava, confirmou as ameaças sofridas. Após os trabalhos da perícia o corpo foi liberado para a funerária.

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.