Após denúncia, vereador Diego Espino faz transmissão ao vivo e mostra hospital em Carmo da Mata, em atividade, mas sem nenhum leito ocupado.

O vereador compartilhou em suas redes sociais uma transmissão ao vivo diretamente do hospital, onde é possível constatar as alegações do denunciante.

29 MAR 2021


No último domingo, 28 de março, após receber uma denúncia vinda de um seguidor nas redes sociais, o vereador Diego Espino (PSL - Divinópolis) foi até Carmo da Mata averiguar a situação da Santa Casa da cidade.

O município faz parte da macrorregião oeste de minas, que encontra-se atualmente em onda roxa de casos de COVID-19, com superlotação na maioria dos hospitais públicos e privados. Contudo, o que o vereador encontrou no Hospital Olinto Ferreira foi uma cena completamente diferente: um hospital com diversos leitos de enfermaria prontos para serem ocupados, mas totalmente vazios.

O vereador compartilhou em suas redes sociais uma transmissão ao vivo diretamente do hospital, onde é possível constatar as alegações do denunciante. Diego Espino mostrou-se bastante indignado com a situação, visto que a cidade de Divinópolis encontra-se hoje com mais de 100% de seus leitos ocupados, enquanto um município que faz parte da mesma região possui dezenas de vagas de enfermaria - que poderiam estar sendo usadas para salvar vidas durante a pandemia - totalmente desocupadas.

De acordo com moradores e funcionários do hospital, a condição atual é decorrente da falta de verbas estaduais para investimento. Na transmissão, Espino cobra uma atitute do governador Romeu Zema para regularizar a situação da Santa Casa de Carmo da Mata, pois enquanto toda a macrorregião sofre com o avanço da pandemia e hospitais super lotados, um espaço que poderia ser útil para o tratamento da população encontra-se totalmente inutilizado.

Veja o Vídeo - https://www.instagram.com/tv/CM_DNrJpB-3/?igshid=1oaoa3l1ejj2y

© 2009-2021. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.