Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus revoga decreto de flexibilização da abertura de bares em Pará de Minas.

Por 11 votos a 2, a medida ocorreu devido a constatação de que vários bares da cidade e das comunidades rurais extrapolaram as normas de funcionamento nos primeiros dias da flexibilização para o setor. Entre as principais infrações denunciadas estavam a aglomeração de pessoas, tanto dentro como na porta do estabelecimento, ausência de equipamentos de proteção para os funcionários, e clientes resistindo ao uso de máscaras para ter acesso ao local.

O funcionamento estendido também foi denunciado, pois o decreto municipal permite atendimento somente das 17h30 às 23h30, e alguns bares fecharam as portas em plena madrugada. Outra infração grave foram os shows musicais, que estão totalmente proibidos.

 

Após reabertura, bares extrapolam normas de funcionamento e Prefeitura cobra readequação

 

A constatação de que vários bares da cidade e das comunidades rurais extrapolaram as normas de funcionamento nos primeiros dias da flexibilização para o setor, chamou a atenção da Prefeitura, CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas e a Ascipam – Associação Empresarial de Pará de Minas.

Na última semana, uma reunião entre empresários, dirigentes classistas e representantes da Prefeitura foi realizada para uma tomada de decisões, em busca de uma readequação dos bares.

Entre as principais infrações denunciadas estavam a aglomeração de pessoas, tanto dentro como na porta do estabelecimento, ausência de equipamentos de proteção para os funcionários, e clientes resistindo ao uso de máscaras para ter acesso ao local.

O funcionamento estendido também foi denunciado, pois o decreto municipal permite atendimento somente das 17h30 às 23h30, e alguns bares fecharam as portas em plena madrugada. Outra infração grave foram os shows musicais, que estão totalmente proibidos.

A Ascipam em parceria com a CDL e a Frente de Gastronomia de Pará de Minas (Fegapam) já estão realizando ações para evitar o desrespeito as normas. O primeiro passo é a distribuição de cartazes para afixação em todos os estabelecimentos do gênero, contendo informações completas das medidas de distanciamento que precisam ser cumpridas durante a pandemia do coronavírus. Os comerciantes também serão visitados para que possam esclarecer qualquer dúvida sobre o assunto.

 

 

Fonte - Sérgio Viana JC Noticias - Rádio Espacial FM

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.