Governador Romeu Zema participa da inauguração do Centro de Armazenagem de Grãos da Avivar.

Investimento de R$ 50 milhões da empresa de São Sebastião do Oeste impulsionará desenvolvimento econômico da região.

20 NOV 2020

O governador Romeu Zema participou, nesta sexta-feira (20/11), da inauguração do Programa de Armazenamento de Grãos da empresa do setor alimentício Avivar, localizada em São Sebastião do Oeste, na região Centro-Oeste do estado.


A empresa investiu R$ 50 milhões na construção de dez silos e dois pulmões, com capacidade para secar 100 toneladas por hora e armazenar mais de 86 mil toneladas de sorgo, milho e soja. Estima-se que o aporte possa estimular os proprietários rurais da região a investirem no cultivo de sementes e, com isso, impulsionar desenvolvimento econômico e geração de empregos na região.  

Durante a visita, Zema afirmou que é extremamente relevante para o setor produtivo mineiro ampliar a capacidade de armazenagem de grãos, já que muitas vezes a estocagem acaba sendo fator limitador para o crescimento da avicultura.

“Fico muito satisfeito porque a conclusão deste investimento proporcionará o crescimento sustentável do setor. Minas precisa de empregos. Onde vou, a principal demanda é por geração de empregos. Por isso o Estado tem feito tudo aquilo que está ao alcance para desburocratizar e estimular investimentos”, afirmou.

O armazém ainda conta com tecnologia para controle dos grãos, como a termometria, uma estação de meteorologia e um sistema de aeração automática que garantem a conservação do produto, além de laboratório próprio, onde especialistas avaliam a qualidade dos grãos.

O presidente da Avivar Alimentos, José Magela Costa, também destacou a importância do investimento para a economia local. “Já desenvolvemos um trabalho em oito municípios para incentivar o plantio de grãos. É mais uma oportunidade para o produtor elevar a sua receita”, explicou.


História

Fundada em 1999, a Avivar conta hoje com 3,5 mil colaboradores diretos e 6 mil indiretos. O faturamento anual é ordem de R$ 800 milhões. O mix de produtos é composto por 160 itens alimentícios, como cortes congelados e resfriados de frango e linha de industrializados.

Além de atuar em todo o território nacional, a empresa exporta para países da Ásia, África e América Central.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.