São Gonçalo do Pará pronta para atrair novas indústrias.

O Centro Industrial oferece todas as condições para investimentos das atuais e futuras empresas, e ainda serão instalados nos próximos dias dois novos tranformadores de 75 KVA.

Nos últimos oito anos cerca de 30 novas indústrias se instalaram em São Gonçalo do Pará, com destaque para o setor calçadista, vestuário e siderurgia, segundo dados atualizados do Cadastro de Contribuintes por Ramo de Atividade – Pessoa Jurídica. Os dados também revelam uma maior diversidade no ramo de atividade das novas indústrias instaladas no município. Esta é uma tendência verificada noutros municípios brasileiros que também optaram pela expansão do parque industrial através da diversificação das atividades econômicas. Segundo o prefeito de São Gonçalo do Pará, Toninho André, a estratégia foi adotada em 2013, ano de sua primeira gestão, para alavancar e dinamizar a economia local através da diversificação dos setores produtivos, sem prejuízo para as atividades tradicionais. “Nos últimos anos, o acesso ao conhecimento e a qualificação profissional por meio de cursos técnicos e faculdades proporcionou às novas gerações formação e capacitação técnica e a cidade precisava acompanhar essa mudança abrindo novos campos de trabalho e investindo na infraestrutura”, observou o prefeito.

Infraestrutura

Para que o município pudesse oferecer as condições necessárias para a manutenção e atração de novos empreendimentos, a prefeitura lançou o programa “Infraestrutura para Hoje e o Futuro”, que investiu grandes somas de recursos na criação das bases da nova economia diversificada. Através deste programa foram realizadas obras de pavimentação em dezenas de ruas e avenidas, melhorias no trânsito, esgotamento sanitário, aquisição de máquinas, manutenção de estradas, melhoria no abastecimento de água e aumento da oferta de energia elétrica, iluminação pública, segurança, novos postos de saúde, equipamentos urbanos, transporte universitário e, principalmente, a revitalização física do Centro Industrial Olavo Nogueira Maia que, segundo o prefeito, foi criado há muito tempo, mas que ainda encontrava-se com ruas de terra, sem saneamento, com falta de energia, passeios e iluminação. “Muitos empresários reclamavam da falta de uma infraestrutura adequada do Centro Industrial e por isso evitavam expandir seus negócios. Agora o Centro oferece todas as condições para investimentos das atuais e futuras empresas, e ainda serão instalados nos próximos dias dois novos tranformadores de 75 KVA ”, lembrou Toninho.

Novos investimentos

Ainda de acordo com o prefeito, mesmo antes de finalizar as obras de infraestrutura do centro industrial, novas empresas já estavam se instalando no município e outras reativaram suas atividades, como as siderúrgicas Fênix e Metal Nobre que reabriram em 2013 e 2016 e hoje cada uma gera em média 100 empregos diretos, fora os indiretos. As indústrias de cerâmicas também receberam investimentos e deram um grande salto na produção. Outro setor que vem crescendo no município são as granjas. Em 2014 chegou a Granja Ribeirão e em 2015 a Sitio Gato Preto. “No momento, temos duas novas granjas se instalando no município e isso está ocorrendo devido aos investimentos em infraestrutura em toda a cidade e também na educação, saúde, meio ambiente, segurança”, ressaltou o prefeito.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.