terça-feira, 6 de Dezembro de 2011 12:07h Cristiane Fernandes

Antes de levar o cachorro para passear, os donos dos animais devem tomar alguns cuidados

Para muitas pessoas passear com o cachorro já é uma rotina diária, nas ruas de Divinópolis é possível encontrar várias delas durante todo dia acompanhadas com os cães. Mas antes de levá-los para passear é necessário tomar devidos cuidados, tanto antes como durante o passeio, é muito importante vaciná-los e prestar muita atenção aos sinais de cansaço do animal.


A parte da manhã é o melhor horário para passear com o cão, por causa do sol e para evitar que ele seja picado por mosquitos. “Hoje é melhor tomar cuidado com os passeios de final de tarde, o melhor horário é de manhã, porque esse horário ocorre a incidência do pernilongo, do mosquito. A probabilidade dele ser picado por um pernilongo nesse horário é maior “ explicou Mário Champion, veterinário da clínica São Francisco. Caso seja inevitável sair com o animal no fim de tarde, é aconselhável fazer o uso do spray natural, ele não provoca alergia no cão e ainda o protege.
Além desses cuidados com o horário, o dono do cachorro deve estar atento as vacinas do animal para prevenir as doenças. “Todas as vacinas são muito importante para a saúde do cachorro, para os animais que passeiam diariamente é muito importante a vacina para prevenir das doenças vírus, elas são adquiridas através do ar” informou o veterinário.


Prestar atenção durante a caminhada, também é fundamental para saber sobre o estado de saúde do cachorro, ele pode demonstrar problemas cardíacos enquanto caminha. Caso o cão se canse rápido e tussa, ele provavelmente, segundo Márcio, tem problemas cardíacos e é preciso tomar devido cuidados com o tempo de passeio “Depois de uma certa idade, 8 anos, é aconselhável levar em um veterinário para fazer avaliação do coração. Se ele cansa com facilidade não é normal, principalmente se ele for magro, se ele ficar com a língua roxa e tosse, ele tem algum problema cardíaco e não pode fazer caminhada longa” explicou.

 

 


O uso de focinheira


Foi estabelecido por lei, em novembro de 2003, a obrigatoriedade do uso de focinheira, durante passeios em vias públicas, logradouros ou locais de acesso público, em cães da raça mastim napolitano; pit bull; rottweiller; american stafforshire terrier. Porém, o veterinário Márcio Champion diz que o uso de focinheira deve partir do bom senso do dono “O proprietário deve saber se o cão é bravo ou não, tem rottweiller manso e pincher agressivo. Então depende do bom senso, seja pequeno ou grande, se for agressivo põem focinheira nele” alertou.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.