terça-feira, 22 de Novembro de 2011 12:13h André Bernardes

Associação Casa Coração de Criança alerta população sobre falso cobrador de doações

A Associação Casa de Apoio Coração de Criança, que atende crianças com doenças raras, como Fogo Selvagem e Adrenoleucodistrofia alerta a população sobre a forma de cobrança de doações. A Casa vem sendo vítima de um ex-funcionário que continua arrecadando as doações.


A Gazeta do Oeste publicou este ano o caso de dois irmãos de Arcos com a doença de Lorenzo ou Adrenoleucodistrofia, onde a criança perde todos os movimentos. Como o tratamento é caro, a Casa deu um suporte para a família, comprando os remédios que custam R$1mil cada frasco, por mês eles consomem três frascos. Esse apoio e outros atendimentos realizados pela Casa só são possíveis com as doações feitas pela população.


A coordenadora da ONG, Lucília Lima, conta que a associação vem sendo vítima de um ex-funcionário, que está arrecadando as doações da instituição. “Nós estamos com um problema muito sério e já foi enfrentado por outras instituições que procuram desenvolver um bom trabalho e infelizmente são situações que estamos sujeitos a passar. Nós tivemos um mensageiro que trabalhou com a gente em uma rota e ele conhece todos os moradores e doadores. Ele precisou sair por alguns motivos e foi trabalhar em outra instituição que tem o nome parecido. O recibo é igual ao nosso, porém o nosso é verde e o dele é vermelho” esclareceu Lucília. Ela disse que o ex- funcionário foi chamado para uma conversa e afirmou que iria continuar fazendo o trabalho. “Ele chega e se identifica dizendo “eu vim buscar a doação do Coração”, e o doador acaba se confundindo. E quando o nosso mensageiro passa, o morador diz que já doou”disse. A região onde o falso cobrador está atuando são os bairros, Centro, São José, Planalto, Santo Antônio, São Judas, Belvedere, Santa Luzia, Bela Vista. “A nossa blusa é branca com coração vermelho e o nosso recibo é verde e branco. Vamos ver junto ao nosso departamento jurídico o que podemos fazer” disse Lucília. A coordenadora acredita que o prejuízo causado até agora gire em torno de R$10mil, prejudicando o atendimento a diversas crianças. 


A Casa Coração de Criança foi criada para amparar as famílias que tem crianças com doenças oferecendo apoio jurídico, recebe doações para aquisição de remédios, cadeiras de rodas, fraldas. Desde a sua criação, já foram atendidas mais de cem crianças.
A entidade atende toda região centro-oeste. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.