terça-feira, 27 de Dezembro de 2011 11:26h Por Rodrigo Dias

Carmo do Cajuru completa 63 anos de emancipação política e administrativa

Hoje, 27 de dezembro, Carmo do Cajuru comemora os seus 63 anos de emancipação política e administrativa. O município de Carmo do Cajuru, localizado na região Centro-Oeste de Minas Gerais, distante 120 quilometros de Belo Horizonte, é agraciado com um meio ambiente privilegiado. Aqui se localiza a Barragem do Cajuru, que transforma a aparente tranquilidade das águas do rio Pará em energia que abastece, aquece e ilumina a vida de milhares de pessoas. Se não bastasse isso, a área é rica em recursos naturais favorecendo o turismo nos município de Itaguara, Divinópolis e Cláudio.
Carmo do Cajuru é considerado o segundo pólo moveleiro do Estado. São mais de 90 fábricas produzindo produtos distribuídos por todo Brasil e até mesmo fora dele. O setor moveleiro é o principal empregador de mão-de-obra e responsável por boa parte da economia do município.
A região do distrito de Santo Antônio da Serra é um importante fornecedor de hortifrutos para CEASA e a bacia leiteira cajuruense é responsável por produzir 16.650 litros/ano de leite que abastecem importantes indústrias de laticínios.
Com o investimento em infraestrutura o comércio da cidade tem passado por um momento de transformação. Novas lojas são abertas e o empresariado aposta em ambientes mais requintados interna e externamente. Somado a isso é necessário destacar a expansão da construção civil, com a construção de casas, prédios e abertura de novos loteamentos.
Com mais de 20 mil habitantes a cidade é uma jovem senhora que tem como sua principal riqueza o seu povo. Gente simples, mas que transforma Carmo do Cajuru numa cidade moderna e que se destaca na região Centro-Oeste de Minas Gerais.
Um bom exemplo vem do Índice da Educação Básica que apontou que Carmo do Cajuru tem um desempenho maior que a média nacional e estadual prevista para ensino fundamental até o 5º ano. Numa escala que vai de 0 a 10 o IDEB nacional é de 4,6; o de Minas Gerais 5,6 e o de Carmo do Cajuru 6,1.
Carmo do Cajuru também foi bem avaliada pela Confederação Nacional dos Municípios que a destacou na 1ª colocação em Minas Gerais e a 8ª no país entre os municípios que apresentaram os maiores avanços no Índice Fiscal, Social e de Gestão dos Municípios Brasileiros (IRFS)/levantamento de 2007.
Mais madura a cidade ganha importantes obras de infraestrutura como a pavimentação e calçamento de dezenas de ruas, construção de Postos de Saúde(PSF), ampliação e reforma de escolas com construção e cobertura de quadras poliesportivas entre outras várias obras e serviços.
Depois de resolver o problema de captação e tratamento de água com a implantação do SAAE, o prefeito Geraldo César anuncia mais um grande investimento para 2012 com investimentos superiores a R$ 3,5 milhões. Trata-se da construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).
“Carmo do Cajuru sempre foi lembrada como uma cidade de raízes tradicionais que caracterizam bem o povo mineiro, o que deve ser valorizado e preservado sim; mas é fundamental que as pessoas entendam que a cidade cresce e que novos valores são introduzidos e devem ser igualmente reconhecidos. Não somos mais uma cidade pequena, nossa vocação é para o desenvolvimento”, defende Geraldo César (DEM) prefeito de Carmo do Cajuru.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.