quarta-feira, 23 de Novembro de 2011 13:42h Sarah Rodrigues

Divinópolis investirá em rede de ciclovias

Divinópolis possui uma ciclovia na avenida Pitangui, uma das principais pistas de caminhada do município. Construída há pouco tempo, a ciclovia já tem conquistado os ciclistas. De acordo com o secretário de trânsito e transportes Júlio Valério, a intenção da Settrans (Secretaria de Trânsito e Transportes) é criar uma rede de ciclovias mo município, garantindo mais uma opção de transporte para a população.
Para o secretário a intenção do município é criar uma rede de ciclovias interligadas em toda a parte baixa da cidade. “Nós criamos a primeira ciclovia de Divinópolis, com o intuito de distribuir uma rede de ciclovias para todo o município”, explica.


De acordo com Valério a ciclovia já é bem utilizada pela população, por isso a ideia de criar uma rede. “Nós implantamos a ciclovia do Clube dos Servidores na rua Pitangui até a Ponte do Danilo Passos e depois dali temos um projeto de levar até a JK e aí levaremos a ciclovia até o Parque da Ilha”.Ele enfatiza que a proposta deverá ser realizada até o final de 2012. “O nosso projeto até o Parque da Ilha é até o ano que vem e aí nós já estamos preparando, outros trechos que nas próximas administrações possam ser implantadas”.
Júlio conta que após o término da ciclovia no Parque da Ilha, a Settrans planeja criar um sistema para criar e integrar um sistema de ciclovias. “Já estamos estudando como ramificar todas essas ciclovias por vários bairros da cidade e região central, de forma que nós teremos a médio prazo um sistema de ciclovia para as pessoas não usarem somente como lazer, mas como uma opção de deslocamento ao carro, à moto, ao táxi, ao veículo de transporte coletivo”, relata.


Para o secretário o foco é, além de dar mais oportunidade para o ciclismo é também oferecer mais uma opção de transporte já que o trânsito de Divinópolis anda muito caótico. “É dar mais uma oportunidade ao cidadão divinopolitano, a ter mais um meio de transporte, criando condições para isso”.


Sobre os locais onde seriam implantadas as ramificações das ciclovias o secretário afirma que as partes baixas da cidade deverão receber as vias. “Nós pensamos em levar a ciclovia próxima ao teatro e depois sair na rua Bahia e depois na rua Maranhão. Da Maranhão íamos ter uma forma de ligar essa ciclovia, a uma ciclovia que possivelmente teríamos na Autorama.A nossa intenção é levar a ciclovia do Parque da Ilha passando pela Praça Candidés, passando a linha férrea, saindo na rua São Paulo e possivelmente ligando a  até no bairro Esplanada”, conta Valério.
Todo um sistema está sendo estudado pela Settrans para garantir mais um recurso para a população. “A nossa intenção é pegar toda a parte baixa da cidade, que é mais plana e tentar projetar um sistema de ciclovia que possa atender essa região”.

 

 

BENEFÍCIOS


Uma preocupação da Settrans é que o espaço reservado aos ciclistas tem sido usado por pedestres que fazem caminhada na ciclovia, quanto a isso Júlio afirma que os passeios próximos à Pitangui estão sendo reformados. “A gente percebe que muitas pessoas estão usando a ciclovia como pista de caminhada.Mas, é muito positivo porque nós também, junto com a ciclovia da Pitangui estamos melhorando os passeios, então quando os passeios estiverem prontos estaremos realmente abrindo espaço para que as pessoas possam caminhar no passeio e as pessoas que querem correr podem correr no lado direito, permitindo que  as bicicletas passem livremente”, enfatiza o secretário.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.