sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011 18:18h Atualizado em 23 de Dezembro de 2011 às 21:36h. Cristiane Fernandes

Em Divinópolis, mais de 9 mil famílias recebem o benefício da Cemig

As famílias inscritas no cadastro único para programas sociais e com renda per capita de meio salário mínimo podem ser cadastradas na Tarifa Social de Energia Elétrica

Várias famílias já foram cadastradas no desconto da Tarifa Social de Energia Elétrica. De acordo com a atualização da Lei n° 12.212/10, as famílias inscritas no Cadastro único para Programas Sociais e com renda per capita de até meio salário mínimo terão descontos, entre 10 e 65% na conta de luz. Os indígenas e quilombolas serão isentos do valor da conta no consumo ate 50 kWh/mês.
Até o momento, segundo dados da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) cerca de 760 mil famílias já foram cadastradas na empresa para obter o desconto. A expectativa é que, aproximadamente, 1,3 milhões de residências sejam beneficiadas em todo o estado de Minas Gerais.
Em Divinópolis, segundo Shirley Wasconcelos Pereira, gerente de Planejamento e Acompanhamento do Relacionamento Comercial da Cemig, na cidade, já foram cadastradas 9.623 residências e algumas pessoas perderam o benefício por não se recadastrarem “algumas famílias não vieram até a empresa refazer o cadastro, por isso, perderam o benefício oferecido pela empresa, mas eles podem vir requerer o benefício a qualquer momento” esclareceu.
Para realizar o recadastramento, basta o beneficiado procurar uma agência de atendimento ou posto da Cemig com o cartão do Número de Inscrição Social (NIS) ou do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), a carteira de identidade e o CPF. A atualização pode ser feita também através do número 0800 721 7003. Depois de realizado, novamente o cadastro, a tarifa retoma no mês seguinte.
Em Divinópolis, de acordo com dados da Cemig, existem 77.101 residências e para as famílias se cadastrarem não tem tempo determinado “não existe um tempo estipulado para ser feito o cadastro, as famílias podem procurar a Cemig, apenas precisam ficar atentos aos critérios de seleção. Caso alguma família não seja inscrito no NIS e no BPC eles podem procurar a prefeitura da cidade e verificar como é realizado o cadastro” ressaltou a gerente de Planejamento e Acompanhamento do Relacionamento Comercial da Cemig.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.