sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011 14:07h Sarah Rodrigues

Esgoto entupido traz transtornos aos moradores do Dona Rosa

Durante a madrugada casas ficaram inundadas por esgoto que retornou

Após a forte chuva durante a madrugada os moradores da rua Havana no bairro Dona Rosa após o número 1000 sofreram com  o esgoto que retornou em suas residências inundando boa parte da casa. De acordo com os moradores basta uma caixa de esgoto na rua de cima entupir que o problema começa.
Herivelton Henrique de Araújo conta que acordou durante a madrugada e ao sentir um odor desagradável abriu a porta do quarto e viu que a sua casa estava inundada com o esgoto que voltou através de uma caixa que fica na garagem. “A chuva estava forte de madrugada, eu levantei para ver, senti um mau cheiro, abri a porta do quarto e a água da rede de esgoto já estava voltando toda para dentro de casa”.
De acordo com Araújo, o problema é frequente, ele explica que existe uma caixa de esgoto que fica na rua e que entope e que enquanto não é limpa o esgoto fica voltando nas residências. “Já ocorreu várias vezes, sempre quando chove e às vezes nem está chovendo, às vezes volta, a prefeitura custa a vir, desentope, passa poucos dias e a rede de esgoto da rua entope de novo”, relata.
O morador explica que um dos seus vizinhos se cansou de ter que conviver com o esgoto voltando e fez uma rede particular, por não aguentar mais a situação. “Entope lá na rua e a água começa a voltar nas casas, a gente liga para a prefeitura, eles vêm, desentopem e não passa nem um mês de novo e já volta”.
Sobre a falta de rede de esgoto, Araújo conta que vários vizinhos já pediram melhorias na rua, mas até agora nada foi feito. “Várias e várias vezes nós já pedimos para colocar rede de esgoto e até agora nada”, avalia o morador.
Segundo imagens feitas pelos moradores durante a inundação em alguns pontos da casa a água de esgoto chegou a 15 centímetros como no banheiro e Herivelton teve que usar até botas de borracha para se proteger.

MEDIDAS
Em contato com Juliano Prado responsável pelo setor sanitário fomos informados que ele ainda não tinha conhecimento do problema, mesmo a população apontando que é uma dificuldade antiga. Prado explicou que problemas urgentes como desentupimento são encaminhados rapidamente para o setor responsável para ser resolvido com urgência. O responsável afirmou que procuraria se inteirar sobre a situação da rua Havana e que retornaria com uma posição até as 18h, porém até o fechamento da matéria às 18h45 não obtivemos nenhum retorno.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.