terça-feira, 22 de Novembro de 2011 12:23h Cristiane Fernandes

Estudantes formam pré-diretoria do movimento estudantil

Neste fim se semana, vários estudantes se reuniram no complexo da câmara, no Edifício Costa Rangel, para discutirem os próximos passos do movimento estudantil no munícipio. O movimento foi desativado há 20 anos e agora, alunos de diversas escolas, cursos e universidades, se unem para dar voz ao movimento.


Esta foi à segunda reunião na cidade, a primeira ocorreu no Teatro Municipal Usina Gravatá há aproximadamente um mês, na ocasião várias autoridades como Fabiano Tolentino e o prefeito da cidade, Vladimir Azevedo, compareceram e apoiaram o movimento, encabeçado pelo estudante Matheus Costa. No momento, mais de 200 estudantes debateram sobre vários assuntos relacionados ao movimento.


Na segunda reunião, Matheus Costa, Welber Skaull e Bianca Veriato presidiram a reunião e colocaram em pauta assuntos relevantes para dar início ao pré-movimento. Costa, estudante do curso de direito e que esta à frente da assembleia, ressaltou a importância de todos participarem do movimento, “o movimento é de todos os estudantes e deve ser aberta para todos os cursinhos, escolas de ensino médio, fundamental e superior. A entidade vai representá-los e lutar pelos direitos dos alunos” reforçou.


O movimento tem o intuito de garantir o direito dos estudantes, como por exemplo, a meia entrada em qualquer evento cultural, teatro, cinema e festas “o movimento vai fiscalizar a venda de ingressos e garantir que o estudante não pague o valor integral pelo evento, uma vez que é de direito dele, pagar meia entrada” explicou Matheus Costa.


Em Divinópolis, a maioria das festas não possuem o valor de meia entrada para os estudantes, mas recentemente, alguns conseguiram comprar o ingresso com valor menor, ao reivindicar seus direitos, “por lei estadual e federal, todo estudante tem o direito de pagar meia entrada em qualquer evento. Recentemente fui procurado e consegui fazer com que a empresa de uma festa local vendesse o ingresso pela metade do preço” informou Welber Skaull, estudante do curso de história.


Bianca Veriato, estudante do curso de direito, apóia o movimento e reforça o fato do movimento não ser de ninguém e sim de todos “o movimento precisa de uma chapa e de um diretor para podermos dar andamento aos novos objetivos, porém, o movimento é de todos os estudantes e a direção deve ser transparente e apenas ser um mediador entre os todos” afirmou.


No encontro, foi discutido o estatuto da entidade e através de votação foi decidido que alunos de escolas, universidades, cursinhos pré-vestibulares e cursos técnicos serão beneficiados com os assuntos e objetivos do movimento. Também, foi escolhido uma pré-diretoria do movimento com 8 membros. O próximo passo será discutir e acrescentar cláusulas no estatuto e definir uma data para acontecer a eleição da diretoria oficial do movimento. As chapas poderão ser formadas por qualquer estudante que esteja matriculado em alguma das escolas beneficiadas. Segundo Matheus Costa, todas as escolas serão informadas sobre a eleição.


A próxima reunião vai acontecer no dia 3 de Dezembro as 15:00 no anexo da Câmara Municipal, no Edifício Costa Rangel, a presença dos estudantes é muito importante para discutir os próximos passos a serem dados.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.