sexta-feira, 2 de Dezembro de 2011 11:45h Cristiane Fernandes

Moradores estão indignados com instalação de antena de telefonia celular

Há 4 anos moradores do bairro Vila Romana lutam para impedir a instalação de uma antena de telefone na região central do bairro. Os trabalhadores da empresa contratada, para a instalação da antena, neste fim de ano, trabalham para entregar o serviço o mais rápido possível, porém, os moradores vão tentar impedir a instalação da mesma e ontem fizeram uma manifestação na porta da obra.


Vários moradores se reuniram, na manhã de ontem, na avenida Líber para manifestar sobre a obra, no local faixas, cartazes e carro de som eram utilizados para mostrar a indignação dos moradores “o motivo da manifestação é a instalação da antena de celular, desde 2008 ela está em processo de instalação. Através desta manifestação pedimos a interrupção da construção, uma vez que um dos itens não foi respeitado ao ser liberada essa obra pelo órgão de competente’ informou Rosária Aparecida, aposentada.


De acordo coma Lei 5655/2003, para ser feita a instalação de uma antena de celular é necessário a aprovação de alguns pré-requisitos e de acordo com os moradores, a CODEMA, responsável pela liberação da obra não respeitou “quando um empreendedor pede a prefeitura ou a Câmara, a liberação para a instalação de uma antena na cidade, antes de darem a licença é preciso passar por um processo, como uma assembleia com os moradores e isso não foi feito” ressalta a aposentada.


Um dos motivos da reivindicação dos moradores é o receio pela radiação liberada pelo equipamento “temos uma escola a uma quadra do lote onde será instalada a antena, e isso muito nos preocupa, pois segundo alguns estudos realizados, a radiação eletromagnética prejudica muito mais as crianças do que os adultos” afirmou Rosária Aparecida.


Segundo os moradores nenhum órgão público foi ao local olhar as condições do lote onde será instalada a antena, para ver se havia escola, moradores ou igrejas próximos ao local. “Estamos indignados porque percebemos que estamos cada vez mais sendo lesados do nosso direito de cidadão” ressaltou o aposentado. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.