quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011 14:22h Flaviane Oliveira

Nova diretoria da ACCCOM é empossada

Durante solenidade foi anunciada a construção do Instituto de Pesquisa do Câncer

Durante a noite de ontem (21), a nova diretoria da Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas (ACCCOM) foi empossada. A solenidade contou com a participação especial do Coral Municipal de Divinópolis e ao final foi realizado um coquetel. O evento realizado na Sede Urbana do Divinópolis Clube e contou com a presença de diversas pessoas, entre autoridades, funcionários e doadores.


O mandato que será iniciado a partir de janeiro do próximo ano, terá duração até dezembro do ano seguinte. A nova gestão tem como Presidente Wilson Martins de Freitas e como vice Edmar Nilo de Campos. Foi nomeado ainda como 1º Secretário, Renato Sérgio de Faria, e como 2º Secretário, Benjamim Antônio dos Santos. O 1º tesoureiro a partir de agora é Antônio de Castro Medeiros e o antigo presidente Leides Nogueira da Silva foi nomeado como 2º Tesoureiro.


Durante o anúncio da nova diretoria, Leides Nogueira aproveitou para ressaltar que todo o tempo na presidência da ACCCOM fez parte de um trabalho maravilhoso, “Eu digo que a ACCCOM, o substantivo mais adequado para definí-la é a palavra sucesso. Eu não vou falar do meu trabalho pessoalmente porque é um trabalho de um conjunto de pessoas que estiveram na ACCCOM” fala com orgulho.
Leides ressaltou ainda o trabalho que a Associação tem feito ao longo de sua existência, “Em 16 anos de  existência a ACCCOM construiu, equipou e expandiu o Hospital do Câncer, atualmente com 5 mil m².Construiu e equipou 80 leitos. Construiu, equipou e acaba de ampliar o centro assistencial que complementa os tratamentos feitos pelo Hospital São João de Deus. Construiu também a cede administrativa com quatro pavimentos e equpou a sala cirúrgica do hospital São João de Deus para cirurgias oncológicas, adquiriu e equipou um veículo que hoje é usado como consultório etinerante destinado à prevenção” avalia.


A ACCCOM foi fundada em 21 de março de 1995 com o bjetivo de atuar na prevenção, tratamento e assistência aos pacientes oncológicos e seus familiares. Sem fins lucrativos, políticos ou religiosos, atualmente atende a uma população estimada em 1 milhão e 300 mil pessoas, cerca de 55 cidades. Somente no ano de 2010 cerca de 415 mil pessoas foram atendidas incluindo um dos procedimentos oferecidos, radioterapia, quimioterapia, alimentação e transporte.

 

 

NOVAS OBRAS


Durante a solenidade foi anunciada a construção do Instituto de Pesquisa do Câncer. Para o início do ano de 2012 está sendo projetada a construção de um prédio com 3500 m² que terá sete pavimentos, sendo três deles destinados à pesquisa oncológica, sendo o primeiro de Minas Gerais. Os quatro andares restantes farão parte do primeiro hospital oncopediátrico do estado. Será um prédio novo e anexo ao já existente, ligados por meio de uma passarela. A estimativa é de que sejam investidos 7 milhões de reais na obra.


Para a realização do novo empreendimento, a Associação já está em busca de parcerias para arrecadar o valor necessário para construção. Parcerias para o funcionamento do novo hospital e Instituto de pesquisas já estão sendo firmadas, “ Vamos contar com toda a população do centro oeste de Minas. A parceria técnica para manter a entidade, nós já temos parceria com o Instituto Nacional do Câncer, a Universidade Federal de São João Del Rei e já temos uma carta protocolada com a Universidade de Itaúna” anunciou Leides Nogueira.


Durante o pronunciamento o antigo presidente aproveitoiu ainda para agradecer a todos os doadores que acompanham o trasbalho da ACCCOM e fez um apelo e convidou a todos os divinopolitanos para que conheçam o trabalho da Associação, “A obra contra o câncer não tem fim e é permanente. Não é assim amanhã ou depois nós não vamos mais precisar de dinheiro, é uma obra permanente. Vamos continuar pedindo e agradecendo e que o pessoal continue acreditando no trabalho da ACCCOM” finalizou.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.