sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011 18:17h Atualizado em 23 de Dezembro de 2011 às 21:36h. Flaviane Oliveira

Oniomania, a doença de quem compra por impulso e de forma excessiva

Ao diagnosticar a doença o acompanhamento pisicológico é fundamental

Comprar compulsivamente é sinal de doença e estourar o orçamento repetidamente já é considerado como um vício. A doença conhecida como oniomania é diagnosticada naquele que necessita comprar assim como dependente químico necessita da droga. E o desejo incontrolável de gastar tem tratamento que inclui acompanhamento psicológico e em alguns casos até mesmo medicação. A estimativa é de que no país 3% dos brasileiros são considerados consumidores compulsivos, pessoas que compram pelo simples prazer que o ato proporciona.
A pisicóloga  Cristine Strassburger Nunes, destaca que é importante analisar a situação com cuidado pois todos estão sujeitos a comprar um pouco mais em determinadas fases da vida. Comprar em excesso se torna uma compulsão a partir do momento em que a pessoa não consegue mais controlar o impulso e acaba gastando mais do que ganha e se sente culpada após a compra. Muitos problemas podem ser gerados por essa doença. Os compulsivos contraem dívidas de até dez vezes a sua renda mensal, o que gera problemas pessoais e familiares.

ONIOMANIA
A oniomania, doença que ataca os compulsivos por compras, é caracterizada como um transtorno de personalidade e mental, classificado dentro dos transtornos do impulso. De acordo com a pisicóloga, essa nomenclatura é menos usada e a forma mais comum de nomear a doença é a Compulsão por Compras. Cristine destaca que a maioria dos compulsivos por compras são mulheres. De acordo com o Cristine a oneomania também é uma forma de aliviar sentimentos de grande frustração, vazio e depressão.
Assim como todo dependente, os consumidores compulsivos demoram a admitir o vício, “No caso deles é particularmente difícil porque fazer compras é uma atitude considerada normal pela sociedade” explica a pisicóloga.A causa do consumo compulsivo é uma conjunção de fatores biológicos e psicológicos. Ao mesmo tempo, com as compras, a pessoa tenta preencher "o buraco" provocado por problemas do cotidiano.
Essa compulsão, assim como a bebida tem haver com o hábito. Ao comprar, a pessoa que tem oniomania não em colecionar coisas, mas acaba sempre comprando um determinado tipo de objeto e muitas vezes se arrepende logo após a compra.

TRATAMENTO
Cristine destaca que o acompanhamento de um psicólogo no tratamento da doença é fundamental pois sem o aompanhamento devido a pessoa acaba substituindo um vício por outro. De acordo com o Serasa pode ser eficaz cortar todas as formas de crédito, como cheques e cartões de crédito do paciente. Embora não existam dados estatísticos sobre a doença no país, ela tem crescido bastante.
Já existe um grupo de auto ajuda chamado Devedores Anônimos que está no Brasil há quatro anos e tem como base a proposta dos Devedores Anônimos norte-americano e europeu. O grupo presta serviços em São Paulo, Paraná e Rio de Janeiro e deve chegar a Minas Gerais e Bahia no próximo ano.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.