terça-feira, 27 de Dezembro de 2011 10:19h André Bernardes

Quem exagerou na comida no Natal tenta recuperar para o Ano Novo

Chester, pão de queijo, doces e muita bebida. A festa de Natal geralmente é regada de muita fartura na hora de ceia e no almoço de família. Porém no dia seguinte a ressaca e o aumento no peso na balança fazem muitas pessoas correrem atrás de dietas radicais para perder peso.
A variedade no cardápio deixa as pessoas indecisas na hora de comer, e apesar de alimentos gostosos como o panetone, eles são muito calóricos. Rafael Castro, auxiliar administrativo, exagerou no almoço de natal, conta que no final do dia estava muito cansado e sem energia. “Essa é uma época onde a gente perde completamente os limites, acho que é porque a familia toda se reúne e voce não percebe no meio de tanta alegria o que voce faz. Não tive preferências a comidas, comi de tudo um pouco, desde peru ao salpicão feito pelas minhas tias e bebi muito também, refrigerante claro. No final do dia eu estava morto, com muito sono, parece que depositei todas as minhas energias naquela ocasião” disse.
São vários fatores que geram a indisposição e a conhecida “ressaca”. O consumo de álcool causa falta de açúcar no sangue e desidrata, a cafeína em excesso tira o sono, faz a pressão subir e os rins trabalharem mais. O energético causa ansiedade, agitação e dor de cabeça além de não hidrata. Tudo contribui para mal estar. A “ressaca” é um grande aporte de nutriente ao fígado que tem um limite de digestão e uma desidratação. A nutricionista Kelly Nascimento avisa para quem exagerou não adianta recorrer a dietas radicais e sim uma nova alimentação que deve ser contínua. “Na verdade não adianta a gente exagerar e depois tentar balancear com a falta da alimentação. O que a gente tem que aprender a fazer é escolher o alimento melhor, o menos gorduroso, menos açúcar em todos os lugares que tiver. Não é porque é Natal e Ano Novo que você vai comer muito e depois vai suprir com a falta da alimentação, comendo fruta e verdura o dia todo” explicou. Segundo a nutricionista, o que funciona na dieta é aquela que  tem o equilíbrio todos os dias para que ela vire rotina. “Independente se tiver festa para saber até onde pode ir. Então temos que mudar esse pensamento de que pode exagerar e depois tirar. Eu acho que o maior vilão são os doces, alimentos gordurosos e o exagero do álcool e dele vem os petiscos. É um conjunto” completou.
Mesmo depois do mal estar, Rafael disse que não sabe se vai se conter no ano novo. “No ano novo não vou me bloquear a nada, o que tiver que ser será, até porque essas duas datas só acontecem uma vez no ano. E é muito bom ter por perto as pessoas que voce gosta, entao prá que se monitorar? Vamos comer, rir, beber, até porque o importante é ser feliz” brincou.

Dicas para uma ceia saudável

A Agência Minas preparou algumas dicas para poder aproveitar a ceia de ano novo sem exageros. Confira:


1 - Ao iniciar sua ceia, opte por uma salada bem colorida e, depois, prepare algum tipo de carne magra com algum acompanhamento;
2- Escolha carnes brancas sem pele (frango e peru). Dê preferência às carnes grelhadas, assadas ou cozidas. Cuidado com coxas e sobrecoxas dessas aves, pois são muito gordurosas. Você pode diminuir esta quantidade de gordura escaldando as carnes em água fervendo;
3 - Tempere as saladas com limão ou vinagre balsâmico. Evite maionese ou azeite em excesso. Lembre-se do risco da maionese no calor;
4 - Os acompanhamentos normalmente são arroz ou farofas variadas. Como todos são fontes de carboidratos, opte por apenas um no seu prato. Uma boa dica é fazer o arroz integral com lentilhas ou as farofas mais sequinhas, evitando bacon e linguiça;
5 - No momento da sobremesa, evite as que possuem muito leite em sua composição, pois são mais calóricas. Uma sobremesa de gelatina com frutas, por exemplo, fará você ingerir poucas calorias; além disso, dê preferências às frutas, pois as fibras, além de conceder saciedade, não deixarão seu intestino preguiçoso depois de tantas comidas pesadas;
6 - Ainda para a sobremesa, damascos, ameixas, melão, pêssegos e kiwi são ótimas opções. Lembre que as frutas secas e as castanhas, tradicionais nesta época, são alimentos bem calóricos. As frutas secas multiplicam as calorias da versão fresca. Se consumidas em porções pequenas, não atrapalham;
7 - Na despedida, evite bombons, doces e licores e lembre que os panetones com recheio de chocolate são ainda mais calóricos que os com recheio de frutas cristalizadas

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.