Divinópolis

LIRAa mostra queda na taxa de infestação da dengue para 1,29% em Divinópolis

A Prefeitura de Divinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) – Vigilância em Saúde Ambiental, realizou o 3º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2022.

O índice encontrado neste levantamento foi de 1,29%, número bem inferior aos últimos realizados neste ano. Em maio, o resultado foi de 3,5% e em janeiro o índice estava com 8,1%. Essa queda se deve a intensificação das ações organizadas pela Semusa, através do trabalho dos agentes com relação ao combate ao mosquito transmissor da dengue.

O estudo revelou situação de médio risco geral de epidemia de dengue no município. Além disso, devido a diminuição significativa no LIRAa, a região Central, que estava com alto risco de epidemia de dengue, hoje é uma das regiões com o índice de infestação mais baixo: Central (0,92%) e Sudoeste (0,58%). A região Nordeste está com índice de infestação de 1,78%, seguida da região Sudeste 1,58%, depois da Oeste com índice de 1,4% e, finalmente da Norte com 1,31%, todas estas classificadas com “médio risco”.

A pesquisa, feita no período de 4 a 8 de julho, serve para apurar a verificação da presença do mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya no município e mostrar qual a forma de direcionar as ações de combate ao vetor. Para a realização da pesquisa, foram analisados 167 bairros, sendo vistoriados 4.847 imóveis, dentre eles 63 continham foco. O levantamento constatou que 93,7% dos focos estão nas residências e 6,3% nos lotes vagos.

Ações Realizadas:

No primeiro semestre de 2022 o setor de Vigilância em Saúde Ambiental, através dos agentes de saúde/endemias e fiscais de saúde, realizou:

•             234.321 vistorias em imóveis com objetivo de orientar a população com medidas de prevenção e eliminação de focos.

•             7.435 vistorias de supervisão para controle de qualidade do Programa de Controle das Arboviroses.

•             962 quarteirões receberam aplicação de “fumacê”.

•             399 Caixas d´água foram teladas.

•             90 toneladas de reservatórios e 66 toneladas de pneus foram recolhidas nas limpezas realizadas em imóveis.

•             168 denúncias recebidas foram apuradas, relacionadas à imóvel com suspeita de focos de mosquito.

Prevenção

A Semusa reforça que o controle da dengue não se restringe a um setor específico, é preciso que haja a participação de todos. Sendo assim, a mobilização é um fator determinante para o controle da doença.

Além disso, é fundamental que se tome medidas diárias de verificação de risco com relação à presença do vetor em residências, lotes vagos, locais de trabalho, que se converse com vizinhos sobre o assunto, que se promova mutirões de limpeza, até mesmo pequenas ações é válido no combate à dengue.

A Secretaria Municipal de Saúde alerta: apresentando algum sintoma da doença, não tome qualquer medicamento, procure atendimento médico para orientações.

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/ByrDZgDqXfmCYNaLCj1m4y

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.