Esportes

Conselheiros do Cruzeiro sabem de oferta concorrente, mas preferem Ronaldo

Faltando menos de um mês para o Cruzeiro definir o seu futuro, o clube mineiro tem pela frente uma semana que pode dar tranquilidade para a diretoria da Raposa.

Enquanto no campo o time decide o Campeonato Mineiro contra o grande rival Atlético-MG, fora das quatro linhas o Conselheiro Deliberativo se reúne no próximo dia 4 para decidir sobre as demandas de Ronaldo para concretizar a compra da Sociedade Anônima de Futebol (SAF).

Mesmo com as recentes decepções que sócios e conselheiros do Cruzeiro tiveram por conta das revelações de que o acordo tem pontos benéficos ao ex-jogador em detrimento da associação, é consenso entre os membros do órgão que ter o Fenômeno à frente da gestão cruzeirense é mais vantajoso do que vender as ações da SAF para outros parceiros.

Segundo apurou o UOL Esporte, apesar da proposta da empresa 777 Partners para comprar o Cruzeiro ter sido maior do que a aceita pelo clube, conselheiros priorizam o acerto com Ronaldo.

Em favor do jogador pesam justamente a carreira que o camisa 9 fez enquanto desfilava dribles e enfileirava gols pelos gramados. A marca Ronaldo faz toda a diferença. Um dos pontos exaltados foi o crescimento do programa de sócio-torcedor do clube, que ultrapassou a marca de 40 mil neste mês.

Além disso, Ronaldo em pessoa foi às redes sociais anunciar a nova modalidade, o plano internacional do Sócio Cinco Estrelas, para os cruzeirenses que moram fora do Brasil, com direito ao acesso das transmissões dos jogos do Campeonato Brasileiro via streaming.

Outro ponto em que Ronaldo leva vantagem em relação aos americanos é em relação à possibilidade de reverter sua imagem em negócios para o Cruzeiro. Um dos melhores amigos do Fenômeno, o empresário Alexandre Birman, já demonstrou interesse em participar do projeto. CEO da Arezzo, famosa marca de sapatos femininos, o cruzeirense Birman tem fortuna avaliada em R$ 2,2 bilhões e se reuniu com Ronaldo em janeiro deste ano.

Contra o ex-jogador está o fato de ele fazer um aporte menor no clube do que a 777 Partners, que propôs injetar R$ 250 milhões para comprar 70% das ações da SAF cruzeirense. Além disso, acenou com mais R$ 200 milhões, grana que seria usada para reduzir a dívida do Cruzeiro. Em manifestação à Justiça, o clube afirmou que sua dívida é de R$ 816 milhões. Caso aceite a proposta de Ronaldo, o débito será responsabilidade da associação. A SAF se compromete a repassar 20% de suas receitas mensais e 50% de dividendos (lucros distribuídos a sócios), para que a associação aplique esses recursos no pagamento das dívidas.

Conforme revelou a reportagem ao publicar a carta elaborada pelos membros da mesa diretora do conselho cruzeirense em que eles classificam a operação como “lesiva” ao clube, Ronaldo só tem a obrigação de investir R$ 50 milhões na compra da SAF do Cruzeiro. Ele já colocou R$ 26 milhões neste ano e vai investir o restante assim que assinar o acordo definitivo entre as partes.

Antes disso, porém, o Conselho Deliberativo da Raposa vai se reunir na segunda-feira (4) para deliberar sobre os pedidos de Ronaldo para fechar negócio. O Fenômeno quer incluir as Tocas da Raposa I e II no negócio em contrapartida do pagamento da dívida tributária do Cruzeiro. Os conselheiros não são contra a cessão dos centros de treinamento nem à Recuperação Judicial proposta por Ronaldo. Mas nutrem a esperança de recuperarem alguma porcentagem da SAF, ou que o gestor assuma pelo menos parte dos débitos da associação.

Fonte: UOL.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.