Minas Gerais

Ensino Médio em Tempo Integral tem sido sucesso entre alunos

E. E. Gerson Gomes de Almeida, em Ipaba, implantou o EMTI neste ano letivo e primeira turma já conta com 23 estudantes.

A Escola Estadual Gerson Gomes de Almeida, em Ipaba, no Vale do Rio Doce, vem ganhando destaque na região. O motivo é a dedicação da primeira turma de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI), implantada neste ano letivo na escola e que faz parte da maior expansão da modalidade de ensino no estado. Hoje, a escola conta com uma turma com 23 alunos no 1º ano do EMTI. Até o ano passado, a unidade não oferecia o ensino médio e, por isso, os estudantes que finalizavam o ensino fundamental tinham que migrar para outras escolas da região.

Todo início de mudança traz incertezas e isso não foi diferente em Ipaba. “Deu ansiedade no começo, mas já nos adaptamos. Está sendo muito bom e não hesitamos em permanecer aqui. O que mais gosto são as aulas de Projeto de Vida que nos levam à reflexão sobre as nossas perspectivas de futuro, além das práticas para a redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que são intensas. O EMTI também nos proporciona uma troca social legal, já que permanecemos mais tempo com os colegas”, conta a representante de turma, Iessa Loren Ferreira Silva, de 15 anos, que não hesita em dizer, com orgulho, que “toda a insegurança do início virou prazer”.

A superintendente regional de ensino de Caratinga, Landislene Gomes Ferreira, responsável pela coordenação da unidade de ensino, está satisfeita com a transição. Ela conta que a escola passou por um processo de absorção das matrículas dos anos iniciais do ensino fundamental pelo município no ano passado, que causou certo receio na comunidade escolar pela mudança. “Conversamos com a comunidade no final do ano passado e explicamos que o processo possibilitaria, em contrapartida, a implantação do Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) na escola. Falamos sobre a importância para os estudantes e a comunidade, e, hoje os pais e os alunos adoram. A turma começou com oito e já conta com 23 estudantes. Ninguém mais quer sair da escola”, pontua a superintendente.

Teoria e prática

A Escola Estadual Gerson Gomes de Almeida busca, constantemente, parcerias que permitam aos estudantes do EMTI intercalar teoria à prática como, por exemplo, a realizada com a Vital Engenharia Ambiental, uma empresa especializada na coleta de resíduos sólidos domiciliares, porta a porta. Assim, com o componente curricular Pesquisa e Intervenção, houve a possibilidade de uma visão mais aprofundada de diversas profissões, o que permitiu aprofundamento na área de pesquisa e ainda expandiu as experiências em conhecer lugares não tão comuns aos alunos.

Outra proposta direcionada a essa turma é o Projeto Mutum que engajou os adolescentes quanto à conscientização ambiental. Em maio, em parceria com a Celulose Nipo-Brasileira (Cenibra), eles visitaram a Fazenda Macedônia, em Ipaba. Os alunos conheceram o projeto responsável pela reprodução em cativeiro e reintrodução de aves silvestres ameaçadas de extinção. Além da visita, os estudantes desenvolvem práticas experimentais de Biologia, trabalhando o tema em redações e pesquisas.
 

SEE / Divulgação

Este projeto já possibilitou a reintegração ao habitat natural de aves como mutum-do-sudeste, macuco, capoeira, jaó-do-sul, inhambuaçu , jacuaçu e jacutinga. 

“Essa participação no projeto Mutum foi possível com a parceria da secretaria municipal do Meio Ambiente, a Cenibra e a escola. Houve grande envolvimento dos servidores e estudantes na continuidade das ações no ambiente escolar. Eles ficaram entusiasmados e alegres em participar”, disse a diretora da escola, Leila Adriane dos Reis Luna.

Ampliação do EMTI em Minas Gerais

Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais (SEE/MG) realizou nos últimos três anos uma ampliação histórica no número de escolas que ofercem o Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) e de vagas ofertadas na modalidade de ensino. De 77 unidades em 2019, saltou para 391 em 2021, chegando ao total de 595 unidades de ensino de EMTI em 2022. Só neste ano são 69.156 estudantes enturmados.

A ampliação se deve à comprovação de que a modalidade realmente resulta em mais oportunidades para os jovens, como conta a coordenadora do EMTI na SEE/MG, Cláudia Lobo. “O Ensino Médio em Tempo Integral oportuniza aos estudantes um mundo de possibilidades para o mercado de trabalho e o pleno desenvolvimento de habilidades e competências necessárias para o século 21.  Uma importante ação do EMTI é o desenvolvimento do protagonismo juvenil, em que os estudantes participam ativamente das atividades e tomadas de decisão das escolas. Os jovens são vistos como fonte de liberdade, iniciativa e compromisso”.

Fonte: Agência Minas Gerais

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Kw8glgN7LBV6viJLVheNmd

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.