Minas Gerais

Homem denunciado pelo MPMG por matar a esposa e o namorado dela em Claro dos Poções é condenado a 48 anos de reclusão

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) obteve a condenação de um homem denunciado por matar a esposa e o namorado dela, crimes praticados em maio do ano passado, em Claro dos Poções, no Norte do estado. O julgamento ocorreu em Montes Claros, e o Tribunal do Júri local condenou o homem à pena de 48 anos de reclusão, a serem cumpridos no regime inicial fechado. 

Conforme a denúncia do MPMG, o feminicídio se deu na residência onde o denunciado vivia com a vítima e a filha do casal, então com oito anos de idade. No Júri, o promotor de Justiça Guilherme Roedel apontou que o homem, após iniciar uma discussão com a mulher em função de não aceitar o pedido de divórcio e ao tomar conhecimento que ela estava se envolvendo com outra pessoa, desferiu na vítima inúmeros golpes de faca, ocasionando lesões graves e a morte dela. A denúncia apontou que ele agiu por motivo torpe, meio cruel, com a utilização de meios que dificultaram a defesa da vítima e por razões da condição do sexo feminino dela, tudo na frente da filha. 

Ainda segundo a denúncia, após o feminicídio, o denunciado desferiu golpes de faca contra o namorado da esposa, em um cruzamento no centro da cidade, o que ocasionou a morte dele. 

A decisão do Tribunal do Júri manteve o homem preso. “Necessário observar que se trata de duas condutas brutais, de extrema gravidade, com ostensiva perturbação da ordem pública, e, por esse motivo, mantenho a prisão preventiva”, diz trecho da sentença, que indeferiu o direito dele de recorrer em liberdade. 

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp:

https://chat.whatsapp.com/Kw8glgN7LBV6viJLVheNmd

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.