Minas Gerais

Minascentro recebe casamento comunitário e festa da cidadania

Evento faz parte do calendário oficial da Defensoria Pública de Minas Gerais e é retomado após dois anos de suspensão por causa da pandemia.

O tradicional Casamento Comunitário da Defensoria Pública de Minas, em Belo Horizonte, foi realizado nesta quinta-feira 19/5, no Minascentro, a partir das 10h, em uma grande festa da cidadania. O evento, que chega à quinta edição na capital, faz parte do calendário oficial da instituição e também integra a programação da Semana da Defensoria Pública 2022.

O evento é retomado após dois anos de suspensão, em razão da pandemia de covid-19.

A iniciativa é voltada para pessoas hipossuficientes, que moram em Belo Horizonte, e sonham se casar, mas não têm condições de arcar com as taxas dos cartórios. Nesta edição, 169 noivos se inscreveram. A ação da DPMG dá oportunidade aos casais de legalizarem sua situação civil e realizarem o sonho do grande dia: a cerimônia nupcial.

Expectativa 

Tradicionalmente, a cerimônia contou com entrada em tapete vermelho, marcha nupcial, benção ecumênica, troca de alianças, ornamentação especial, vestido de noiva, bolo fake, bem casados e bombons, sessão de maquiagem, sorteio de presentes, noite de núpcias em hotel e muito mais. É realizada com o apoio de parceiros e uma rede de solidariedade e compromisso social.

Houve sorteio, entre os casais, de diárias de hotel, sessões de beleza e estética, pares de ingresso para cinema, três meses de academia, cestas básicas.

O Casamento Comunitário se destaca por proporcionar não só a proteção jurídica e garantia dos direitos civis da família e sucessões, mas a regularização de relações familiares, a valorização do afeto do casal e, consequentemente, da família, revelando-se importante fator de prevenção aos conflitos sociais.

Além dos aspectos social, afetivo e jurídico, o Casamento Comunitário garante aos cidadãos vulneráveis a possibilidade de realizar a união civil com isenção de taxas e emolumentos.

A defensora pública Caroline Loureiro Goulart Teixeira, que atua na organização da iniciativa, destaca que “além de celebrar o amor, a união civil garante segurança jurídica em questões como pensão, auxílios, inventários, partilha e direito de herança”.

Parceiros

A ação conta com o apoio do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, por meio da Corregedoria-Geral de Justiça, Cartórios de Registro Civil de Belo Horizonte, Polícia Militar de Minas Gerais, Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos de Minas Gerais (ADEP-MG) e Governo de Minas Gerais, além de uma ampla rede de parceiros.

Apoiam o evento: Supermercados BH, Copasa, Minascentro, Setra-BH, Senac, Rsom, Ju Bem Casados, Gaby Doces, Artfas, Madrinha do Coração, Valentina Maison, Hotel Ouro Minas, Ramada Hotel Lourdes, Minas Shopping, V Design, Andréa Sá Bolos Cenográficos, MM Efeitos Especiais, Super Cesta Básica de Alimentos, Restaurante DuCarmo, Boca do Forno, Gabriela Martins Estética Facial e Corporal, Salão Studio Pura Vaidade, Embalarte e Academia VibeFitness.

Realização

A iniciativa é realizada por meio da Coordenadoria Regional de Famílias e Sucessões da Capital, com o apoio da Coordenadoria de Projetos, Convênios e Parcerias (CooProC).

Cerca de 8 mil pessoas já oficializaram sua união por meio do Casamento Comunitário, desde a primeira celebração do evento, realizado em Belo Horizonte e também em unidades da DPMG no interior desde 2009.

Fonte: Agência Minas.

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/JEF0r6T7bCI9Szd7ruFmuE

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.