Polícia

Polícia Civil de Minas Gerais indicia mãe por forçar a filha de 14 anos a cometer aborto

A vítima começou a ter excessivos sangramentos em virtude do uso do remédio e foi levada ao hospital, onde ficou internada.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) em Nanuque, região Jequitinhonha/Mucuri, concluiu as investigações referentes ao aborto de uma adolescente, com 14 anos à época dos fatos, induzido pela mãe da jovem, de 39. Conforme apurado, em maio do último ano, após descobrir a gravidez da filha, a mulher teria constrangido a adolescente a ingerir dois comprimidos de medicamento abortivo e introduzir outros dois na cavidade vaginal.

A vítima começou a ter excessivos sangramentos em virtude do uso do remédio e foi levada ao hospital, onde ficou internada. Posteriormente, ao ser submetida a exame de corpo de delito e análise dos prontuários médicos, foi verificado que houve a interrupção da gravidez da menina. Por esse motivo, a mulher foi indiciada pelo crime de aborto.

Investigação

De acordo com o apurado pela Polícia Civil, a suspeita teria falado para o namorado da jovem e para familiares que não aceitava a gravidez da filha. A mulher ainda afirmou que iria tomar as devidas providências sobre o fato, chegando a utilizar expressões como “eu vou tomar minhas decisões, a filha é minha” e “ela vai abortar sim, essa criança não vai nascer”, segundo testemunhas.

Ainda conforme levantamentos, a investigada utilizou o celular da adolescente para pedir ao namorado da vítima a quantia de R$ 500 para comprar o medicamento abortivo, o que foi negado pelo jovem.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.