Política

Comissão de Saúde da Câmara de Divinópolis fiscaliza superlotação da UPA Padre Roberto.

Nesta quinta-feira (09), a Comissão De Saúde, Meio Ambiente E Ciência Da Câmara Municipal De Divinópolis, esteve na Unidade de Pronto Atendimento – UPA Padre Roberto em Divinópolis, para realizar uma fiscalização IN LOCO na Unidade, haja vista que receberam inúmeras denúncias de um suposto risco de colapso no local.
Recebidos pelo Dr. Rodolfo Monteiro Barbosa, Diretor Clínico e Coordenador Médico da UPA Padre Roberto, e pelo Sr. Alex Arantes Rodrigues, Superintendente dos Recursos Humanos da IBDS, a Comissão formada pelo Vereador Zé Braz (Presidente), pelo Vereador Israel da Farmácia (Secretário) e pela Vereadora Lohanna (membro) foi acompanhada pelo Sr. Érico Souki Munayer, Diretor de Regulação em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis.
Ao fim da presente visita, foram constados os seguintes dados: Existem no total, 58 pacientes na espera por internação hospitalar, 06 pacientes entubados, sendo que destes, 03 testaram positivo para Covid-19 e 01 está sob entubação há 22 dias, aguardando a transferência para um Unidade de Tratamento Intensivo. Identificou-se, também, cerca de 07 pacientes aguardando o diagnóstico de seu estado clínico. Existem, ainda, 17 crianças aguardando internação, constatando a superlotação, já que a unidade conta com apenas 07 leitos de observação, tornando necessária a utilização de macas e até mesmo de quartos de isolamento para atender a quantidade demandada. Ressalto ainda que uma dessas crianças se encontra com um quadro grave de apendicite, aguardando intervenção há cerca de 48 horas.
A comissão destaca que a superlotação acarreta em uma sobrecarga destes profissionais é uma realidade, devido a superlotação da unidade e da demora para a regulação de uma vaga em leitos hospitalares. Durante o período de estada da presente Comissão, foram identificados 34 pacientes aguardando atendimento pela clínica média, todos com a classificação de Manchester Verde e 11 crianças que aguardavam atendimento pela clínica pediátrica.
Foi informado à comissão pela direção da UPA que a média de espera para atendimento de cada paciente chega a cerca de 7 horas, variando de acordo com o quadro clínico e a urgência demandada,
Com isso, a Comissão elaborou um documento destinado ao Promotor Ubiratan Domingues, para notificar o Ministério Público sobre a situação atual da Unidade de Saúde, o qual foi protocolado ainda nesta tarde.

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/EvnrCTxBrD4BH8r2iZerj1

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.